Champions LeagueLeste Europeu

[Vídeo] Uefa investiga racismo em agressão a torcedores negros durante jogo da Champions

Assim como aconteceu na última temporada, a Champions League volta a ser palco de um suposto episódio de racismo. O caso ocorreu na última terça, durante o empate por 0 a 0 entre Dynamo Kiev e Chelsea, realizado no Estádio Olímpico da capital ucraniana. Imagens das arquibancadas mostram um grupo de quatro homens negros, que apoiavam o time da casa, sendo atacados por um grupo de torcedores locais. Enquanto eles tentam escapar, são agredidos por outros presentes nas cadeiras. Ironicamente, os jogadores do Dynamo posaram antes do jogo com a flâmula “não ao racismo”.

VEJA TAMBÉM: Neste ritmo, Inglaterra só terá espaço justo para técnicos de minorias étnicas em 2046

As imagens foram divulgadas pelo instituto Fare, que luta contra o racismo, a discriminação e a desigualdade no futebol. “Esse incidente terrível reflete muitas das realidades contínuas no futebol no centro e no leste da Europa. Um relatório está sendo feito à Uefa, que tem a responsabilidade de regular a partida, e iremos lutar por punições mais fortes”, afirmou Piara Powar, diretor-executivo da organização.

A Uefa já recebeu o vídeo. A identidade das vítimas segue desconhecida, já que as imagens não ajudam tanto na identificação, até pela confusão que se cria após os primeiros segundos. Logo no início, no entanto, é possível identificar o grupo de negros sendo atacado nas arquibancadas.

O Dynamo Kiev chegou a ser multado em € 15 mil e a jogar uma partida com parte do estádio fechada na última temporada, depois que seus torcedores fizeram insultos racistas a jogadores do Everton, durante confronto pela Liga Europa. Já o Chelsea, embora não tenha se envolvido diretamente no último episódio, protagonizou caso de mesmo teor durante a Champions 2014/15, quando seus torcedores expulsaram um homem negro do metrô de Paris, durante viagem para enfrentar o Paris Saint-Germain nos mata-matas. Tristes histórias que se cruzam.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo