EuropaLeste Europeu

A mesma história de sempre

Um dos caçulas mais ilustres da próxima Liga dos Campeões, o Cluj demitiu nesta semana o técnico Ioan Andone, que estava no cargo desde maio do ano passado. Segundo a diretoria do clube da Transilvânia, o motivo da demissão foi a péssima campanha realizada até agora no Campeonato Romeno, que não condizem com os investimentos feitos para esta temporada.

Passadas seis rodadas, o Cluj é 11º colocado com oito pontos, sendo que nos últimos quatros jogos foram duas derrotas e dois empates. A gota d’água foi o 0 a 0 com o Poli Iasi, neste final de semana, em Cluj-Napoca.

Andone não resistiu à pressão e foi substituído por seu assistente técnico, o italiano Maurizio Trombetta, que não possui qualquer experiência como treinador principal de um time. Na carreira, ele acumula passagens – todas como auxiliar – por Napoli, Perugia, Ancona e Bologna. Trombetta, de 46 anos, está no Cluj desde junho de 2007.

Assim, o clube romeno, às vésperas de começar sua inédita participação na LC, troca um experiente e competente treinador por outro que estreará na carreira diante de Chelsea, Roma e Bordeuax. Por trás dessa desastrada decisão, está Arpad Paszkany, maior acionista do Cluj e um dos responsáveis (financeiramente falando) pela ascensão desse pequeno clube do interior da Romênia, que no ano passado levou o campeonato nacional e a copa do país.

Ioan Andone não esperava ser demitido. Tinha planos para o Cluj, indicou as contratações para a temporada e estava otimista quanto à participação da equipe na competição européia. Sabia também que havia tempo de sobra para se recuperar regionalmente. Paszkany, no entanto, não pensou assim. Infelizmente, o milionário, aos poucos, se parece mais com seus colegas que gostam de assumir clubes mundo afora.

Prova de tudo isso é que este colunista que vos escreve, na semana passada, entrou em contato com a assessoria de imprensa do Cluj e, por email, entrevistou Andone. Segue abaixo um trecho da entrevista do demitido treinador, que seria publicada no Guia da Liga dos Campeões, que deve chegar nas bancas na próxima semana. Algumas respostas são sintomáticas.

Qual sua expectativa em relação à participação do Cluj na próxima Liga dos Campeões?
É a primeira experiência na Liga dos Campeões para todos nós, e espero que possamos somar pontos e orgulhar a Romênia.

Você está no clube desde o ano passado. Qual foi o principal diferencial da equipe na conquista do Campeonato Romeno?
Foi o primeiro título em mais de 100 anos de história do clube, e sobretudo, o primeiro título ganho na Romênia com um time composto principalmente por jogadores estrangeiros.

O Cluj, historicamente, é um time pequeno da Romênia. Você acha que o clube tem condições de se firmar como uma das principais forças do país agora?
Sim. Cluj é a segunda força econômica da Romênia, temos ótimas condições aqui e vamos crescer junto com a cidade.

Com a chegada de Arpad Paszkany ao Cluj, a equipe ganhou uma condição financeira invejável. Qual a importância dele para o clube?
Sem ele não haveria um futebol de alto nível aqui no clube e na cidade. Futebol é uma de suas paixões, junto com os negócios. Ele é uma das poucas pessoas que investem dinheiro do próprio bolso em uma equipe.

Paszkany mantém contato com os jogadores e a comissão técnica? Ele participa ativamente do cotidiano do time?
Sim, ele está sempre envolvido no diálogo com o time e o treinador.

A equipe é composta por atletas de diversos países e somente seis romenos. Você acha que isso, de alguma maneira, é prejudicial para o futebol romeno?
Não. O Arsenal faz a mesma coisa na Inglaterra. Por acaso está prejudicando o futebol inglês?

Foi muito difícil superar a força das equipes de Bucareste na conquista do Campeonato Romeno?
O mais difícil foi fazer os jogadores acreditarem que podiam ser campeões, sob as cores de um clube provinciano.

E ter que enfrentar as adversidades causadas por Gigi Becali?
Tentamos apenas nos concentrar no nosso próprio jardim… mas ter jogadores estrangeiros ajudou um pouco, porque eles não estão acostumados a ter um palhaço como esse em seus campeonatos nacionais. Então eles o ignoram.

Pretende ficar no Cluj por muito tempo?
Sim, mas no futebol somente os resultados garantem a permanência de um treinador.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo