Itália

TAS rejeita pedido para aumentar suspensão de Cherubin

O Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) rejeitou o pedido da Agência Mundial Antidoping (WADA) de aumentar a suspensão de um mês do jogador italiano Nicoló Cherubin por violar as regras dos exames.

A WADA recorreu ao TAS contra a suspensão que as autoridades esportivas italianas deram a Cherubin por não seguir as normas do teste antidoping, após uma partida da Serie A entre seu antigo clube Reggina e Livorno, em outubro de 2007.

A WADA queria que a suspensão se estendesse por mais um ou dois anos.

O tribunal disse na quinta-feira que a WADA não provou que o jogador estava propriamente informado de que deveria passar pelo exame, ou que ele teria recusado a dar sua amostra para os testes.

A declaração do TAS dizia que só se poderia dizer que “ele deixou o local sem ter sido informado de que não deveria”. O defensor de 22 anos, que agora joga pelo Cittadella, na Serie B, já cumpriu o mês de suspensão.

A decisão veio um dia antes do TAS suspender temporariamente a punição dada aos jogadores Daniele Mannini, Napoli, e Davide Possanzini, Brescia, enquanto seus casos são reexaminados.

A WADA apelou para o TAS para estender para um ano a suspensão original de duas semanas que os jogadores receberam por atrasarem ao exame antidoping, quando jogavam ambos no Brescia, da Serie B, em 2007.

A pesada punição causou revolta na Itália e a Federação Italiana de Futebol solicitou ao TAS que reconsiderasse o caso, já que nenhum dos jogadores reprovou no teste.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo