Itália

Sete juízes são afastados devido à investigação de novo escândalo

A Associação Nacional de Árbitros na Itália suspendeu sete juízes e dois bandeirinhas em caráter temporário nesta quinta-feira. Os afastamentos foram feitos tendo em vista a conclusão das investigações sobre um novo escândalo de manipulação de resultados no país.

Os juízes Paolo Bertini, Stefano Cassarà, Antonio Dattilo, Marco Gabriele, Gianluca Paparesta, Tiziano Pieri e Salvatore Racalbuto, além dos assistentes Marcello Ambrosino e Duccio Baglioni, foram afastados por tempo indeterminado.

“A decisão foi feita com base nas recomendações feitas com o final das investigações preliminares da procuradoria de Nápoles”, afirmou a entidade por meio de um comunicado oficial.

Na semana passada, a procuradoria de Nápoles indicou 48 nomes de supostos envolvidos em um novo caso de manipulação de resultados no futebol italiano. Destes, cinco não estavam na investigação inicial. Há suspeitas de que o Messina também esteja envolvido no caso.

O escândalo do ‘Calciocaos’ culminou com o rebaixamento da Juventus, cujos dirigentes estavam no centro do esquema, para a Série B. O time de Turim ainda perdeu os títulos das duas últimas temporadas – o de 2004/05 foi mantido vago, e o de 2005/06 atribuído à Internazionale. Milan, Lazio, Fiorentina e Reggina permaneceram na Série A, com penalizações em pontos para a atual temporada.

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo