Serie A

Sarri: “Emocionalmente, foi um dos jogos mais estimulantes da minha carreira”

Estreante no derby entre Lazio e Roma, Sarri admitiu que a emoção foi grande e gerou uma comemoração intensa no final

Um derby entre Lazio e Roma é algo que muda a vida das pessoas. Um clássico imenso e que mexe com todos que participam dele. Maurizio Sarri tentou não se deixar levar pelo ambiente do clássico na sua primeira participação como técnico da Lazio. Falhou nesse sentido. Se envolveu, se emocionou e saiu vibrando muito, como é pouco usual para ele, após o seu time vencer a Roma por 3 a 2 neste domingo.

Sarri comentou sobre a águia, que ele aproveitou para comemorar junto ao final do jogo. “Ela dorme perto do meu quarto em Formello [Centro de Treinamento da Lazio], então eu a ouço às vezes”, afirmou o treinador ao DAZN.

Um dos destaques da Lazio foi o brasileiro Felipe Anderson. Ele marcou um gol e deu uma assistência na partida. “Ele deve continuar neste nível de desempenho, porque ele tem tudo para isso. Minha preocupação é que ele não realize a sua própria força, ele joga de uma maneira tímida, então eu posso apenas esperar que ele ganhe mais autoconfiança”, comentou Sarri.

“Eu tive a sensação que os rapazes estavam um pouco bloqueados no pensamento e isso impediu que eles jogassem. Eu disse a eles para se movimentar mais livremente, já que alguns movimentos agora já estão mais adaptados”, disse ainda o treinador. “Dito isso, agora não podemos nos perder no conceito de liberdade. Claramente, dentro de certas zonas do campo e em alguns contextos, os jogadores podem ser livres para se expressarem”.

“O problema é que isso é futebol real, não é um jogo de Playstation. Nesta noite vi sete ou oito situações que eu realmente gostei, mas não podemos clonar um time e fazer isso funcionar em outro lugar. Este time tem seu próprio potencial que ainda está esperando para ser expresso”, continuou o técnico.

“Só estou decepcionado que jogamos bem defensivamente e ainda levamos dois gols em situações de bola parada. Testamos algumas situações ontem para as cabeçadas da Roma na primeira trave e não foi fácil, porque Veretout bateu dois ou três escanteios esplêndidos. Sofremos um pouco nessas situações”.

Foi o primeiro derby dela capitalle de Sarri, que comentou que ficou mais nervoso do que imaginava. “Vou admitir, emocionalmente, foi um dos jogos mais estimulantes da minha carreira. Eu não esperava que o derby me desse essa adrenalina e satisfação por vencer”, confessou.

Pedro: “Foi um derby especial para mim”

Pedro não era um estreante no Derby dela Capitale. Estava em campo na última vez que as duas equipes se enfrentaram e até fez um dos gols. O detalhe é que isso tudo com a camisa da Roma, no último dia 15 de maio. Ao entrar em campo neste domingo e marcar pela Lazio, ele entrou para uma lista bem restrita: é o terceiro jogador a marcar por Roma e Lazio no clássico.

“Estou muito feliz com essa vitória, é importante para nós e os torcedores, já que viemos de alguns jogos que não foram tão bem”, disse Pedro à DAZN. “Foi um derby especial para mim. Nós fomos muito agressivos no primeiro tempo e tivemos muitas oportunidades de marcar”.

“Me sinto muito feliz na Lazio, eu sempre disse isso, é como uma grande família. Eu gosto da ideia de futebol de Sarri, que é pressão alta, jogar a bola rapidamente e criar muitas oportunidades de gol. Eu percebi que poucos jogadores marcaram pelos dois clubes no derby, então estou feliz que isso é histórico e foi um momento importante para a minha carreira”.

“O derby de Roma está entre os melhores do mundo, porque as pessoas na cidade falam sobre isso a semana toda. Eles param você na rua, te lembram de ir bem, o quanto este jogo é importante para a cidade. É verdade que eu joguei muitos clássicos, mas este é o melhor do mundo para mim”.

Milinkovic-Savic: “Precisávamos da vitória no derby”

O autor do primeiro gol no jogo, o sérvio Sergej Milinkovic-Savic, também comemorou a atuação da Lazio. O time conseguiu fazer um bom jogo e ser consistente, duas coisas que não tinha conseguido com frequência neste início de Serie A.

“Nós realmente precisávamos dos nossos torcedores, eles voltaram em grande número e nos deram um jogo maravilhoso, então eles podem comemorar e irem para casas felizes”, disse o sérvio à DAZN. “Nós finalmente jogamos uma grande partida, muito melhor que os desempenhos anteriores. Precisávamos de uma vitória no derby para ir adiante com um sentimento diferente e confiança. Marquei muitos gols importantes, este foi o meu terceiro no derby e tentarei mais no futuro também”.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo