Serie A

Sarri vence o duelo com Mourinho em grande jogo da Lazio contra a Roma

Jogo movimentado no Olimpico teve a Lazio mais forte, que aproveitou bem os contra-ataques para construir uma vantagem que foi definitiva

O primeiro duelo entre Maurizio Sarri e José Mourinho no clássico da capital italiana foi movimentado e interessante. A Lazio, de Sarri, esteve à altura da ocasião, aproveitou bem as chances que teve, abriu uma boa vantagem e terminou com a vitória sobre a Roma de Mourinho por 3 a 2. Em um duelo que os giallorossi pareciam vir melhores, foram os biancocelesti que conseguiram uma vitória que dá moral.

LEIA TAMBÉM: – Daniel Maldini manteve a tradição da família no Milan: “Meu pai é exigente”

Logo a 10 minutos de jogo, a Lazio saiu na frente. Cruzamento de Felipe Anderson da direita para Sergej Milinkovic-Savic, que tocou de cabeça antes do goleiro Rui Patrício e marcou 1 a 0. Só que o goleiro português acertou em cheio o jogador da Lazio, que sequer comemorou. Caiu no chão com a pancada e demorou alguns minutos para se recuperar. Embora ele seja muito forte, o choque foi realmente muito violento, ainda que sem querer. Rui Patrício, inclusive, tomou o cartão amarelo.

O segundo gol veio em uma jogada muito rápida. Ciro Immobile recebeu pela direita e estava cercado por marcadores. O centroavante segurou a bola e esperou o momento certo para Pedro, que apareceu livre ao seu lado. O atacante, que deixou a Roma para assinar com a Lazio após o fim do seu contrato na temporada passada, bateu de primeira, rasteiro, no canto, e foi para o abraço: 2 a 0.

Antes do fim do primeiro tempo, a Roma conseguiu um gol que a recolocou no jogo. Cobrança de escanteio de Jordan Veretout que o zagueiro brasileiro Roger Ibañez desviou de cabeça e marcou: 2 a 1. Foi o placar do primeiro tempo. O segundo tempo estaria aberto.

Logo no começo da etapa final, o lateral esquerdo Matías Viña tomou cartão amarelo e isso o comprometeu um pouco em relação às descidas especialmente de Pedro pelo seu lado. Sem poder fazer a falta para matar as jogadas, o lateral uruguaio teve algum trabalho, até porque ficou um pouco exposto daquele lado.

A Roma buscava o gol, mas quem conseguiu foi a Lazio. Em novo contra-ataque, Immobile novamente fez o papel de garçom. Recebeu no ataque, limpou a jogada e tocou para a direita, onde estava Felipe Anderson. O brasileiro bateu no canto e foi para a torcida: 3 a 1 para a Lazio, aos 18 minutos.

Ainda havia muito tempo e a Roma continuou tentando. Mourinho sacou Stephan El Shaarawy e colocou Eldor Shomurodov no seu lugar. Era uma tentativa de dar mais força ofensiva pelos lados do campo e mais chutes também. Aos 24 minutos, o árbitro marcou um pênalti bem contestável sobre Nicolò Zaniolo, que tentou chutar, se desequilibrou e caiu. Veretout, o melhor da Roma no jogo, cobrou com firmeza e precisão: 3 a 2. Ainda tinha tempo.

Foi Zaniolo quem mais chegou perto de marcar o gol. O camisa 22 chutou forte, buscando o canto alto, e obrigou o goleiro Pepe Reina a uma boa defesa. Shomurodov foi outro a tentar o gol, mais uma vez para defesa do goleiro. A Lazio teve uma chance também de fechar a conta com Immobile, depois de passe de Felipe Anderson, mas só acertou o lado de fora da rede.

A vitória ficou mesmo com a Lazio, que comemorou muito o apito final. Foi uma vitória importante, porque a campanha dos laziales até aqui é bastante irregular, com três vitórias, dois empates e uma derrota. Foi a segunda derrota da Roma, que tem quatro vitórias e ainda não empatou.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo