Serie A

Osimhen é o destaque de um Napoli impecável na Serie A: seis vitórias em seis jogos

Osimhen foi decisivo com um gol e um pênalti sofrido na vitória sobre o Cagliari e o Napoli de Spalletti é o único 100% da Serie A

O Napoli segue a sua campanha perfeita até aqui na Serie A. Neste domingo, venceu o Cagliari por 2 a 0 e manteve o aproveitamento de 100%: seis jogos, seis vitórias. O time comandado por Luciano Spalletti vem em uma grande fase e contou, mais uma vez, com ótima atuação do seu camisa 9, Victor Osimhem: ele fez um gol e sofreu um pênalti, convertido por Lorenzo Insigne.

LEIA TAMBÉM: O Napoli de 1974/75: sob comando brasileiro, a ousadia que quase valeu o scudetto inédito

Spalletti tinha o retorno de Dries Mertens e Diego Demme ao banco de reservas, recuperados de lesão. O time foi a campo no seu 4-3-3 e atuou muito bem. Osimhem tem sido tudo que o Napoli esperava dele quando o contratou, em setembro de 2020, pagando € 70 milhões ao Lille. O nigeriano é um jogador jovem, de apenas 22 anos, e tem sido crucial no desempenho do time. Rápido, alto, forte e matador.

Com 11 minutos de jogo, André Zambo Anguissa lançou Piotr Zielinski na direita, que precisou se esforçar para alcançar a bola na linha de fundo e cruzou rasteiro para trás. Victor Osimhen só completou de primeira: 1 a 0. Foi o quarto gol do camisa 9 em cinco jogos disputados por ele na Serie A. Na temporada, são seis jogos e seis gols, porque ele fez dois contra o Leicester pela Liga Europa.

No início do segundo tempo, Osimhen entrou na área, fez o drible em Godín, que o derrubou com um carrinho. Pênalti marcado e Lorenzo Insigne foi para a cobrança e marcou: 2 a 0. O Napoli segue perfeito no aproveitamento de pontos.

Mais do que os dois gols, o domínio do jogo foi completo do time de Spalletti. O placar poderia ser até maior. A criação de chances foi bem feita e o time atuou até com uma tranquilidade grande.

Com seis vitórias em seis jogos na Serie A, o Napoli se candidata ao título. “Começamos bem, mas precisamos manter nossas cabeças baixas, nossos pés no chão, porque temos uma estrada muito, muito longa pela frente”, afirmou Insigne ao DAZN, depois da partida.

Os torcedores estiveram presentes no Estádio Diego Maradona e aplaudiram muito tanto Osimhen quanto Insigne quando eles foram substituídos. “É um sentimento incrível, estou tentando aproveitar e retribuir a todos com minhas atuações e ajudar o time a vencer os jogos”.

“O técnico quer que nós desfrutemos enquanto estamos trabalhando. Como capitão, posso apenas dizer que precisamos manter os nossos pés no chão, já que ficamos fora da Champions League por um ponto na última temporada, então temos que compensar por isso”, continuou Insigne. “Tentaremos jogar o futebol de Spalletti, ele sabe que estamos decepcionados por estar apenas na Liga Europa e está tentando nos colocar para cima”.

Houve um erro no estádio Diego Maradona e foi anunciado que Insigne vestiria a camisa 10, número usado por Diego Maradona na sua passagem pelo clube e que foi oficialmente aposentado após a sua morte, em novembro de 2020. “Eu visto a 24, a 10 é intocável, pertence a uma lenda que fez nós, napolitanos, sonharmos e estarmos no topo do mundo. Ele é um ídolo e o certo é que continue assim”.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo