ItáliaSerie A

O retorno às listras na nova camisa deu sorte ao Milan contra a Roma

Sem chances de rebaixamento ou de classificação a competições europeias, o Milan apenas cumpre tabela nesta reta final de Serie A. Contra a Roma, portanto, a maior motivação era estrear a nova bela camisa para a próxima temporada com o pé direito. Seja pela inspiração do novo manto ou pelo fato de a Roma nem lembrar o bom time de outros momentos da campanha 2014/15, o clube rossonero conseguiu a vitória por 2 a 1, dando algum motivo de felicidade para sua torcida carente de competitividade.

VEJA TAMBÉM: Mourinho: “Qualquer um pode ganhar a Champions com Messi”

Os gols do Milan foram marcados por Van Ginkel, aos 40 minutos do primeiro tempo, completando cruzamento de Honda, e por Destro, aos 14 da segunda etapa, de cabeça, também após bola levantada pelo japonês – Totti, de pênalti, diminuiu. A Roma até buscou o empate, mas não conseguiu, e agora torce pela derrota da Lazio contra a Inter, neste domingo, para manter a segunda colocação a três rodadas do fim. O Napoli, que pode diminuir a distância para os Giallorossi para dois pontos, também se aproxima.

O time do Milan, repleto de jogadores medianos, pode não remeter às melhores épocas dos Rossoneri, mas o novo uniforme traz elementos que lembram essas equipes campeãs. A principal alteração foi o retorno às listras tradicionais de suas outras camisas, abandonadas na temporada 2014/15. A partir de agora, e por toda a campanha de 2015/16, elas estarão novamente lá, possivelmente sobre um elenco melhor, já que novos investimentos podem vir com a iminente chegada de Bee Taechaubol, ou “Mr. Bee”, como novo dono do clube.

Gol de Van Ginkel que abriu o placar:

Confira as imagens do novo uniforme divulgadas pela Adidas:

[galeria_embeded]

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo