ItáliaSerie A

Ninguém segura Edinson Cavani

O Napoli voltou a figurar entre os primeiros colocados na temporada passada, mas havia alguma dúvida sobre a longevidade dessa força. Passada a ótima temporada em terceiro lugar, quando disputou com o Milan o título na maior parte da campanha, restava a dúvida se os Partenopei, de Edinson Cavani, teriam condição de repetir o feito. O jogo de domingo com o Milan foi um cartão de visitas. Cavani mostrou que a grande forma da temporada passada continua e o time, entrosado e com ótimos jogadores, se mantém como um dos mais fortes da Itália.

Para completar, o time tem o melhor início de temporada desde 1989/1990. Naquela temporada, é bom lembrar, quem ficou com o scudetto foi justamente o time da região de Campanha (Campania, em italiano), naquela época com Diego Maradona e Careca. Achar que esse Napoli é tão bom quanto aquele é precipitado, mas achar que o time pode repetir o título não é um absurdo. O ataque, se não tem craques, tem grandes jogadores.

Além de Cavani, Lavezzi e Hamsik já foram pretendidos por diversos grandes clubes europeus, não por acaso. Além deles, o uruguaio Gargano, no meio-campo, tem mostrado mais do que o grande poder de marcação que o caracteriza, mas também uma boa capacidade de chegar à frente como elemento surpresa, eventualmente. O mesmo vale para Inler, contratação da temporada, que dá ainda mais força ao meio-campo.

Com a Inter ainda passando por ajustes e longe do ideal, o Napoli pode conseguir pontos importantes para garantir seu lugar na briga pelo título no final da temporada. É importante lembrar que o Napoli venceu o time mais pronto da Serie A, que vem de um scudetto e com poucas mudanças.  A vitória é importante porque o time joga a Liga dos Campeões em um grupo difícil e precisará de muitos bons resultados para conseguir a classificação ou, no mínimo, uma vaga para a Liga Europa. E com confiança, o trabalho fica mais fácil.

Quem também parece capaz de manter o nível pessoal e ajudar a manter o do time é Antonio Di Natale. Em dois jogos da Serie A, dois gols, além de outros dois gols em três jogos europeus (dois pela fase play-off da Liga dos Campeões e o primeiro jogo da Liga Europa). O Udinese de Di Natale, assim como o Napoli de Cavani, tem duas vitórias em dois jogos, com o artilheiro deixando sua marca.

A disputa pelo título está fora do alcance dos Friulani e repetir o feito de ir à Liga dos Campeões com uma vaga a menos para a Serie A nesta temporada parece uma missão dura demais. Porém, o time de Francesco Guidolin está novamente se armando para fazer uma boa campanha, mesmo reformulado e perdendo alguns dos seus melhores jogadores. E com um artilheiro como Di Natale, é de se esperar que as coisas se ajeitem e o time deslanche para ficar entre os cinco primeiros colocados.

Entre os times com duas vitórias, a Juventus é outra que começou bem. Se não tem um destaque individual nessas duas partidas como Cavani ou Di Natale, a Juve tem um bom conjunto. Sem Alessandro Del Piero, Antonio Conte colocou em campo Mirko Vucinic no jogo contra o Siena. O montenegrino foi bem e inclusive fez a jogada e a assistência do gol do seu companheiro de ataque, Alessandro Matri.

Ainda é cedo para dizer que a Juve é um dos times que irá brigar pelo título. Mesmo assim, o começo é promissor e o elenco bianconero tem boas opções mesmo no banco de reservas. Somando a isso o seu novo estádio, a Juventus tem tudo para fazer uma temporada diferente das duas anteriores, quando não passou do 7º lugar.

Tabellino

– Na Liga dos Campeões, Napoli e Milan conseguiram ótimos resultados fora de casa ao empatar com Manchester City e Barcelona, respectivamente. 

– A Inter, porém, teve desempenho muito ruim e perdeu para o Trabzonspor, em casa.  A chapa de Gian Piero Gasperini esquenta cada vez mais.

– Na Liga Europa, a Lazio ficou no 2 a 2 com o Vaslui, da Romênia, depois que o técnico Edy Reja deixou jogadores como Hernanes e Klose no banco, poupados.  A Udinese, por sua vez, conseguiu uma vitória na bacia das almas sobre o Rennes, em casa, e largou bem.

– Na Serie B, quem lidera é o Sassuolo. São quatro vitórias em cinco partidas, a última delas contra o Ascoli, fora de casa, no último sábado, e soma 12 pontos.

– A Sampdoria segue invicta, mas já acumula três empates. No sábado, ficou no 0 a 0 em casa com o Grosseto. O time tem nove pontos na competição. Padova, que empatou com o Verona, Brescia e Torino, que empataram entre si, continuam perto do topo, com 11 pontos.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo