BundesligaMundoSerie A

Na estreia de Bonucci, quem brilhou no Milan na goleada sobre o Bayern foi o jovem Cutrone

A estreia de Leonardo Bonucci no Milan foi em um amistoso grande. Os rossoneri entraram em campo contra o Bayern de Munique, em Shenzhen, na China, e conseguiram uma goleada: 4 a 0 diante dos campeões alemães. Quem chamou a atenção no jogo foi Patrick Crutone, 19 anos, jogador das categorias de base do Milan. Titular, ele marcou dois gols na partida, ainda no primeiro tempo.

LEIA TAMBÉM: Bonucci exalta lendas e afirma: “Chego para escrever uma nova página na história do Milan”

O primeiro gol do Milan veio de uma boa jogada pela esquerda, com o lateral Ricardo Rodriguez, contratado nesta temporada, cruzando rasteiro, a bola ainda desviou no caminho e sobrou para Franck Kessie, outra nova contratação, marcar, logo a 14 minutos. Aos 25 minutos, novo cruzamento para a área de Ricardo Rodriguez, desta vez de falta, e Crutone cabeceou muito bem para marcar 2 a 0.

O terceiro gol foi uma jogada muito bem trabalhada pelo time do técnico Vincenzo Montella, que deve ter ficado orgulhoso. Niang fez bonito drible para cima do lateral brasileiro Rafinha, tocou para Crutone, que devolveu para Niang. O novo camisa 7 tocou de primeira para Giacomo Bonaventura, que cruzou, também de primeira, para Crutone tocar já na pequena área e marcar.

No segundo tempo os dois times mexeram muito, como era esperado. O último gol do jogo, que fechou o placar em 4 a 0, foi de outra nova contratação do Milan na temporada: Hakan Calhanoglu. Novo camisa 10 do Milan, o turco recebeu a bola no lado esquerdo, puxou para o meio e finalizou muito bem.

Amistosos não contam muito para avaliar os times, são jogos ainda mais de preparação do que qualquer coisa. Mesmo assim, é claro que o torcedor se sente com motivos para comemorar. Afinal, vê o time ganhar peças importantes no mercado de transferências – e que ainda podem chegar mais – e o time começa a se mexer em campo também. A boa jogada coletiva no terceiro gol foi um bom sinal para Montella.

O Milan foi nos últimos anos um time que rendeu muito menos do que as peças que tinha em campo. Não era um time tão ruim para ficar tão longe da briga ao menos por uma vaga na Champions League. Desta vez, reforçado com jogadores de excelente nível, a expectativa estará maior. Voltar à Champions será um objetivo, mas deve ir além disso: a ideia é competir com a Juventus. Então, será necessário trabalhar muito para chegar a esse nível.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo