Serie A

Lecce vira vítima fácil do Milan, que faz sua parte na Serie A

Pulisic, Giroud e Rafael Leão foram os caras do Milan na vitória tranquila sobre o Lecce pela 31ª rodada da Serie A

Neste sábado (6), o Milan venceu o Lecce por 3 a 0, no San Siro, pela 31ª rodada da Serie A. Com o resultado, os Rossoneri continuam na vice-liderança do campeonato com 68 pontos. Contudo, estão longe da líder Internazionale, mas também distantes da Juventus, 3ª colocada. Por outro lado, o Salentini está na 13ª posição com 29 pontos, mas ainda pode ser ultrapassado na rodada e ver a distância para a zona de rebaixamento diminuir.

O Milan fez quase uma partida perfeita, aproveitando sua pressão para massacar o Lecce no começo da 31ª rodada da Serie A. Depois, como de praxe, a equipe de Pioli diminuiu um pouco seu ímpeto ofensivo, mas não sofreu tanto assim com sua decisão. Para ajudar os Rossoneri, o Salentini ainda teve que jogar os últimos 45 minutos em desvantagem númerica, facilitando a vida dos mandantes.

Como foi Milan x Lecce pela Serie A

Após uma primeira finalização do Lecce no início do 1º tempo, o Milan passou a dominar as ações de jogo, monopolizando a posse de bola para buscar a finalização. E não demorou muito para os Rossoneri abrirem o placar diante do Salentini. Chukwueze fez linda jogada individual pela direita, com direito a caneta no marcador, para entregar a bola para Pulisic na meia-lua. Ele abriu para o chute e mandou quase na gaveta.

Com o gol, o Milan continuou em cima do Lecce para ampliar a vantagem, e o esforço deu resultado. Em cobrança de escanteio pela esquerda, Adli cruzou a bola na cabeça de Giroud, que só deu uma desviadinha para balançar as redes. O problema é que, depois dos 20 minutos da etapa inicial, os Rossoneri diminuíram sua pegada e convidaram o Salentini para seu campo de defesa.

O Lecce chegou a mandar uma bola no travessão, aproveitando o marasmo do Milan. Dali para frente, a partida começou a ficar muito truncada no meio-campo, até mesmo por conta da falta de criatividade do Salentini para ensaiar uma reação. Para piorar, o rival ajudou a vida dos Rossoneri quando Krstovic foi expulso por dar uma voadora no peito de Chukwueze. E isso foi tudo até a ida para o intervalo.

Contra-ataque prega o caixão

Com 2 a 0 no placar e um jogador a mais em campo, o Milan tinha a partida em suas mãos para somar mais três pontos na Serie A. O Lecce, por sua vez, não tinha escolha em tentar atacar como podia, sem desarrumar muito sua defesa, para tentar surpreender os donos da casa. Em uma tentativa sem sucesso do Salentini, os Rossoneri descontaram um contra-ataque fatal.

Antes do meio-campo, Adli percebeu o avanço de Rafael Leão nas costas da defesa e enfiou a bola em velocidade para o atacante do Milan, que não se intimidou cara a cara com o goleiro do Lecce para fazer mais um gol. Isso foi suficiente para o Salentini perceber que o empate era um devaneio. Então, os Rossoneri passaram a administrar o 3 a 0 até o apito final.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo