ItáliaSerie A

Icardi admite não acompanhar sequer o Campeonato Italiano: “Não sei nada que está acontecendo”

Tão jovem e tão polêmico. Mauro Icardi não completou sequer 22 anos, mas já dá o que falar, às vezes mais pelas declarações e incidentes fora de campo do que pelos gols dentro dele. Desta vez, ganhou as manchetes não por alguma controvérsia, mas pelo excesso de sinceridade. Afirmou que não acompanha futebol, nem mesmo o italiano, que sempre foi assim e disse preferir assistir a filmes em seu tempo livre.

VEJA TAMBÉM: Jogo na quarta divisão alemã tem público de mais de 30 mil pessoas

Em entrevista à revista Sportweek, Icardi admitiu que não sabe nada sobre o que acontece no futebol e deu a entender que não se importa nem um pouco. Sente-se bem atuando pela Inter, mas isso não significa que goste do esporte em si. “Futebol é um esporte com que me divirto, mas eu jogo e só. Nunca assisto a partidas e não sei nada sobre o que está acontecendo no esporte. Não sigo outros resultados da Serie A e nem sei quem chegou à semifinal da Copa da Itália. Quem é o goleiro do Chelsea? Isso eu sei, não sou burro”, afirmou, embora não tenha comprovado que saiba mesmo.

“Sempre fui assim, desde criança. Nas categorias de base do Barcelona, eu morava do lado do Camp Nou, mas passava o dia assistindo a filmes. Tem muitos jogadores que não poderiam se importar menos com futebol”, completou o argentino.

Recentemente, Icardi bateu boca com torcedores da Inter após, em uma demonstração de falta de tato, ter jogado a camisa para a torcida após uma derrota para o Sassuolo. Seu caso mais controverso, no entanto, foi o triângulo amoroso em que se meteu, separando Maxi López e Wanda Nara, com quem o atleta veterano era casado e tem dois filhos. O garoto da Internazionale comentou a declaração de Maradona, que disse que “chutaria” o jogador no vestiário se fosse com ele.

“Quando me disseram o que ele falou, dei uma boa risada. Ele não queria que eu participasse do Jogo da Paz (realizado no Vaticano), mas eu fui mesmo assim. Acho que as pessoas deveriam focar em suas próprias vidas e cuidar das suas coisas antes de falar. Ninguém é 100% limpo. Eu não converso com o Maxi López, nem a Wanda. Ele telefona todo dia, nós vemos o nome dele na tela e passamos o telefone para as crianças, é isso”, revelou.

Embora frequentemente apareça nos jornais pelos motivos errados, Icardi julga-se um cara maduro e atribui isso à criação que teve. “A Wanda (Nara, sua namorada) diz que sou um cara de 40 anos preso em um corpo de 20 anos. Ela está certa, sempre foi assim. Sempre fui mais maduro que minha idade desde que tenho dez anos, então minha mãe e suas amigas diziam o mesmo. Isso é graças à minha mãe, que me deixou livre para quebrar a cara. Ela me ajudou a entender que a vida não é a Disneylândia”, contou.

Artilheiro da Inter na atual edição do Campeonato Italiano, com dez gols, Icardi tem habilidade. Com um pouco mais de cabeça, tem condições de ser importante para os Nerazzurri não apenas nesta temporada, mas também nas seguintes. Porém, o atacante precisará entender isso sozinho, já que admite não dar ouvidos aos outros. “Não sei porque seguem me colocando entre os ‘bad boys’ do futebol. Eu também não me importo. Os infelizes são aqueles que ouvem os outros. Nunca escutei ninguém e sou muito feliz”, afirmou.

Embora tenha suas atitudes questionáveis, o garoto tem personalidade, e isso é um importante traço para jogadores de alto nível, sobretudo para aqueles que atuam em posição mais ofensiva. Sabendo dosar e utilizar isso nos momentos certos, pode virar uma dor de cabeça para quem deve ser: seus adversários.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo