Serie A

Guia da Série A 2020/21 – Roma

Este texto faz parte do guia da Serie A. Clique aqui para ver todos os clubes.

Cidade: Roma (Lácio)
Estádio: Olímpico (70.634 lugares)
Fundação: 1927
Apelidos: Capitolinos, Giallorossi, Lupi, A Maggica
Principais rivais: Lazio e Juventus
Participações na Serie A: 88
Títulos: 3
Na última temporada: 5ª posição

Objetivo: vaga na Liga dos Campeões
Brasileiros no elenco: Juan Jesus, Roger Ibañez e Bruno Peres
Técnico: Paulo Fonseca (2ª temporada)
Destaque: Lorenzo Pellegrini
Fique de olho: Javier Vicario

Principais chegadas: Pedro (a, Chelsea), Marash Kumbulla (z, Verona) e Robin Olsen (g, Cagliari)

Principais saídas: Chris Smalling (z, Manchester United), Nikola Kalinic (a, Atlético de Madrid) e Aleksandar Kolarov (le, Inter)

Time-base (4-2-3-1): Pau López; Bruno Peres, Mancini, Kumbulla, Spinazzola; Pellegrini (Cristante), Veretout (Diawara); Pedro, Mkhitaryan, Kluivert; Dzeko.

A Roma trocou de proprietário, mas não deve mudar de patamar em 2020/21. A gestão Friedkin tem se concentrado em manter as características do elenco que Paulo Fonseca já tinha em mãos e trabalhou para manter algumas peças – como Smalling, cujo retorno de empréstimo parece complicado.

Como a negociação pelo zagueiro inglês não evoluiu, a equipe giallorossa aproveitou uma oportunidade de mercado e fechou com o jovem albanês Kumbulla, um dos melhores beques da última temporada, que fará uma excelente dupla com Mancini. Os centrais deverão ser um dos pontos fortes da Loba, juntamente ao já consolidado trio de criação formado por Pellegrini, Veretout e Mkhitaryan.

No entanto, nem tudo são flores. Zaniolo ficará fora por mais seis meses e não se sabe em que condições o jovem meia, com cirurgias nos dois joelhos, voltará a atuar. Além disso, a Roma mais uma vez vê a continuidade do capitão Dzeko na corda bamba. Em 2019/20, mesmo com a sondagem da Inter, o bósnio permaneceu; dessa vez, atraído pela Juventus, não parece que o fará.

Milik, seu substituto em potencial, não tem as mesmas características e dificilmente irá atuar como um “regista avançado”, criando para os colegas chegarem de trás e concluírem. Na retrospectiva da última Serie A, escrevemos que esta nova Loba precisaria do camisa 9 como uma espécie de fiador do projeto. Sem Edin, retornar à Champions League será uma tarefa mais complicada.

.

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo