Este texto faz parte do guia da Serie A. Clique aqui para ver todos os clubes.

Cidade: Florença (Toscana)
Estádio: Artemio Franchi (43.147 lugares)
Fundação: 1926
Apelidos: Viola, Gigliati
Principais rivais: Juventus, Roma e Bologna
Participações na Serie A: 84
Títulos: 2
Na última temporada: 10ª posição

Objetivo: vaga na Liga Europa
Brasileiros no elenco: Igor Júlio
Técnico: Giuseppe Iachini (2ª temporada)
Destaque: Franck Ribéry
Fique de olho: Tòfol Montiel

Principais chegadas: Sofyan Amrabat (v, Verona), Giacomo Bonaventura (m, Milan) e Borja Valero (m, Inter)

Principais saídas: Dalbert (le, Inter), Rachid Ghezzal (mat, Leicester) e Milan Badelj (v, Genoa)

Time-base (3-5-2): Dragowski; Milenkovic, Pezzella, Cáceres; Chiesa, Amrabat, Pulgar, Castrovilli, Lirola; Ribéry, Vlahovic.

A animação da torcida violeta com o projeto iniciado pelo presidente Commisso em 2019 já foi maior. Acontecimentos como a permanência de Iachini no comando da equipe a despeito de resultados pouco expressivos e o adiamento de investimentos vultosos sugerem que a temporada 2020/21 será de transição em Florença.

A mudança de patamar só será atingida se o clube conseguir um interessado na aquisição de Chiesa por 70 milhões de euros – cifra que a irregularidade do talentoso ponta italiano e a cautelosa janela pandêmica tornam muito difícil de ser alcançada. Sem verba para reforçar o time com muitos jogadores de alto nível e parte dos orçamento destinado à aquisição em definitivo de Lirola, Duncan e Kouamé, a aproveitou oportunidades de mercado.

Primeiro, ainda antes da pandemia chegar, conseguiu acrescentar o ótimo volante Amrabat ao setor por um preço bem camarada. Depois, buscou dois reforços a custo zero para o meio-campo: Bonaventura e o ídolo Valero, que dão ainda mais experiência a um elenco que conta com Cáceres, Pezzella e Ribéry.

Os gigliati têm potencial para concluírem o campeonato mais uma vez entre os 10 primeiros colocados e, se as condições físicas do craque francês colaborarem e Chiesa voltar a ser decisivo, como em 2017/18, podem brigar por uma vaga na Liga Europa.

.