Serie A

Fim do reinado da Juve: com tropeço da Atalanta, Internazionale é campeã antecipada da Serie A

Depois de nove anos de domínio da Velha Senhora, os Nerazzurri conquistam o Scudetto a quatro rodadas do fim

Após a vitória por 2 a 0 sobre o Crotone no sábado (1), um simples empate da Atalanta neste domingo (2) contra o Sassuolo bastaria para que a Internazionale se sagrasse campeã da Serie A com quatro rodadas de antecedência. Prejudicada por uma expulsão ainda no primeiro tempo, a Dea ficou no 1 a 1 com os Neroverdi, confirmando a conquista dos Nerazzurri.

O título da Inter põe fim a um reinado de nove anos da Juventus. Coincidentemente, coube ao mesmo homem que liderou a Juve no início de sua supremacia tirar a Velha Senhora do trono: Antonio Conte. Sob o comando do treinador, os Nerazzurri estabeleceram um estilo de jogo pragmático, bem definido, fazendo um campeonato consistente ao longo da temporada e destoando do restante da liga. De maneira merecida, colocam fim a uma espera de 11 anos pelo Scudetto, chegando à sua 19ª conquista.

Ao longo das 34 rodadas disputadas até aqui, a Inter provou o mérito de sua consagração com uma campanha notável: 25 vitórias, sete empates e apenas duas derrotas. Melhor defesa da competição, com 29 gols sofridos, mostrou também capacidade de machucar os adversários no ataque, sendo a segunda equipe com mais gols marcados, liderada por uma dupla de ataque entrosada e goleadora em Lautaro Martínez e Romelu Lukaku, com 15 e 21 gols, respectivamente.

Depois do tricampeonato com a Juventus entre 2012 e 2014, Antonio Conte chega à sua quarta conquista de Serie A como treinador. Para isso, montou um elenco bem equilibrado indo buscar nomes em descrédito em outros campeonatos, mas que claramente ainda tinham o que oferecer, Lukaku sendo um deles, mas não apenas. Eriksen, Alexis Sánchez, Arturo Vidal, Darmian, Ashley Young e Perisic todos reencontraram, em diferentes níveis de sucesso, um papel no triunfo. A estes, acrescentam-se talentos mais jovens como Hakimi, Sensi e Barella, também recrutados pelo treinador.

Com o sucesso garantido domesticamente, agora a Inter visa voos mais altos na Europa. Nas últimas duas temporadas sob o comando de Conte, os Nerazzurri não conseguiram passar da fase de grupos da Champions League, perdendo também uma final de Liga Europa para o Sevilla em 2019/20. Para isso, a experiência vencedora e o tipo de confiança que só uma conquista traz servirão de impulso para o próximo passo do projeto.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo