Serie A

Aventura de Pirlo no comando da Juventus chega ao fim após apenas uma temporada

Balançando no cargo desde a eliminação nas oitavas da Champions, o treinador não foi salvo pela conquista da Copa da Itália. Allegri deverá voltar ao posto

Chega ao fim o primeiro trabalho de Andrea Pirlo como treinador. A Juventus anunciou nesta sexta-feira (28) a demissão de seu técnico após uma temporada de estreia abaixo do esperado, em que o clube não venceu a Serie A pela primeira vez em dez anos, caiu nas oitavas de final da Champions League e só foi assegurar a classificação para a edição seguinte da competição continental na rodada final do Campeonato Italiano.

Em seu comunicado oficial, a Juventus agradeceu a Pirlo pelas conquistas da Supercopa da Itália e da Copa da Itália e destacou a coragem do ex-jogador de assumir o clube logo em seu primeiro trabalho como técnico de uma equipe principal.

“Obrigado, Andrea. Estas são as primeiras palavras que todos nós devemos pronunciar ao fim desta experiência especial que vivemos juntos. Alguns meses atrás, Andrea Pirlo, um ícone do futebol mundial, começou uma nova aventura no banco da Juventus, sua primeira como treinador. Para fazer isso, primeiro é preciso coragem, além de consciência de suas próprias capacidades, especialmente em um período marcado por tantas dificuldades, com o mundo forçado a reinventar suas próprias regras a cada dia por causa da pandemia. (…) Como no futebol o que importa são as vitórias, lembremos: em poucos meses, a sua Juve levantou dois troféus e trouxe para casa vitórias brilhantes nos campos de maior prestígio, do San Siro ao Camp Nou. Por tudo isso, pela coragem, dedicação e paixão com que enfrentou cada dia, pelos sucessos obtidos, nosso agradecimento vem do coração”, diz trecho da mensagem.

Pirlo foi uma grande surpresa ao ser anunciado como substituto de Maurizio Sarri, após a eliminação nas oitavas de final da Champions League para o Lyon, em agosto de 2020. O treinador novato havia sido apresentado dias antes como novo comandante da equipe sub-23 da Velha Senhora, mas logo foi promovido.

À sua frente, tinha uma missão indigesta: liderar a reformulação da equipe após uma temporada insatisfatória (que ainda assim havia incluído mais um Scudetto). O grande objetivo era o salto continental, com uma conquista de Champions League que não vem desde 1996.

Sem alcançar consistência, Pirlo não só não levou a Juventus mais longe, caindo também nas oitavas de final, desta vez para o Porto, como também foi ultrapassado no Campeonato Italiano, terminando a temporada em um quarto lugar garantido apenas na rodada final, atrás da campeã Internazionale e de Milan e Atalanta.

Pirlo já balançava no cargo desde pelo menos a eliminação na Champions League, e mesmo a vitória na final da Copa da Itália contra a Atalanta há nove dias não o garantiu na posição para a próxima temporada.

A imprensa italiana noticia com enorme grau de certeza que Massimiliano Allegri será o novo treinador da Juventus, retornando ao cargo que deixou em 2019. Enquanto isso, segundo informações da agência italiana de notícias ANSA, Pirlo poderia estar a caminho do Sassuolo, que busca um substituto para Roberto de Zerbi, que acertou sua transferência para o Shakhtar Donetsk.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios? Aí é falta desleal =/

A Trivela é um site independente, que precisa das receitas dos anúncios. Desligue o seu bloqueador para podermos continuar oferecendo conteúdo de qualidade de graça e mantendo nossas receitas. Considere também nos apoiar pelo link "Apoie" no menu superior. Muito obrigado!