Serie A

Andrea Conti sofreu com lesões e não correspondeu no Milan, mas ganha nova chance no Parma

O lateral direito Andrea Conti, de 26 anos, ganhou a chance de recomeçar. Ele foi emprestado pelo Milan a o Parma até o fim da temporada, com obrigação de compra em caso de cumpridas algumas condições. O valor estabelecido é de €7 milhões. Será uma nova oportunidade para o jogador que pintou como um grande nome da posição, mas sofreu nos últimos anos com lesões graves, que o afastaram por muito tempo dos gramados.

LEIA TAMBÉM: Troféu da Supercopa é um alívio e um aumento de confiança para a Juventus

O jogador foi um dos melhores laterais direitos italianos enquanto jogou na Atalanta, a partir de 2015. Foi contratado pelo Milan, em 2017, mas nunca correspondeu. A primeira lesão grave veio em 15 de setembro de 2017, no início da sua passagem pelo Milan. O jogador rompeu o ligamento cruzado anterior, uma das mais complicadas para se recuperar. Foram 182 dias afastado, perdendo 37 jogos – quase toda a temporada.

Voltou em março de 2018, mas teve problemas no joelho em seguida. Em abril, precisou operar o joelho, o que o deixou afastado mais 204 dias, de abril até outubro. Perdeu, com isso, 20 jogos. Em 2019, conseguiu só ter uma pequena lesão por fatiga muscular, que o afastou por 11 dias. Em julho de 2020, porém, voltaria a ter problemas: teve uma nova lesão no joelho, menos grave, mas que o afastou por 84 dias, em um total de 10 jogos. Ficou afastado de julho a outubro de 2020.

Nesse meio tempo, o Milan encontrou outras soluções para a lateral direita. Davide Calabria, de 24 anos, se tornou uma opção confiável do time. Além disso, chegaram Diogo Dalot, do Manchester United, e Pierre Kalulu, que tem atuado mais como zagueiro, já que não há necessidade de um lateral. Com tantas opções, Conti ficou para trás na fila.

O Parma leva um jogador que precisa de tempo de jogo e em uma posição que perdeu um nome nesta posição. Matteo Darmian, dono da posição na temporada passada, foi para a Inter. Com a chegada de Conti, o elenco dos Ducali fica mais equilibrado. Os dois jogadores que atuaram por ali não são especialistas. Maxime Busi, de 21 anos, é lateral, mas também é zagueiro, assim como Simone Iacopini, de 33 anos. Os dois entraram em campo por quatro jogos como titulares na lateral direita.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo