Serie A

A Juventus teve Locatelli no comando da vitória contra a Sampdoria

Atuações decisivas de Dybala e Locatelli foram o ponto alto de uma Juventus que busca seu caminho

A Juventus de Massimiliano Allegri ainda busca se reconstruir e duas das suas apostas foram bem neste domingo. Em jogo pelo Campeonato Italiano, Paulo Dybala e Manuel Locatelli foram os grandes destaques da Velha Senhora, que venceu a Sampdoria por 3 a 2. A atuação não foi das mais convincentes, mas os dois jogadores tiveram atuações que conduziram a equipe a uma vitória importante – ainda mais porque foi só a segunda em seis jogos.

Foi a primeira vitória em casa da Juventus e o placar de 3 a 2 foi apertado porque o jogo assim foi. Isso depois de conseguir a primeira vitória na Serie A no meio da semana, um 3 a 2 sofrido contra o Spezia, de virada. Desta vez, o adversário era um pouco mais qualificado e, como esperado, a Velha Senhora sofreu.

Allegri tinha o desfalque de Adrien Rabiot, além dos brasileiros Arthur e Kaio Jorge, ainda machucados. Mattia Perin teve uma chance no time titular e Wojciech Szczesny descansou. Do outro lado, a Sampdoria, que vinha de uma derrota por 4 a 0 para o Napoli, tinha os desfalques de Manolo Gabbiadini, Valerio Verre, Ronaldo Vieira e Mohamed Ihattaren, este último vinculado à Juve.

A vantagem dos bianconeri começou a ser construída aos nove minutos. Locatelli tentou o chute de fora da área, a bola bateu na defesa, voltou para ele, que ajeitou para Dybala. Também de fora da área, o camisa 10 chutou no canto e venceu o goleiro Emil Audero: 1 a 0. Só que o atacante precisou sair aos 22 minutos, sentindo uma lesão. Isso deixou uma sensação ruim para um jogador que começou bem a temporada, e muito elogiado por Allegri. Dejan Kulusevski o substituiu.

Paulo Dybala comemora (Imago / OneFootball)

Federico Chiesa perdeu uma grande chance aos 11 minutos, quando recebeu livre dentro da área, mas bateu para fora. Depois, foi a vez de Álvaro Morata desperdiçar a sua chance, aos 13. No final do primeiro tempo, aos 41 minutos, houve um pênalti depois da bola tocar no braço do defensor. Leonardo Bonucci cobrou com precisão, marcou o segundo e colocou 2 a 0 no placar.

Abntes do fim do primeiro tempo, em um cruzamento para a área, Maya Yoshida marcou de cabeça e diminuiu o placar para 2 a 1. Foi o placar do primeiro tempo. No segundo tempo, a Juve chegou a 3 a 1 com o próprio Manuel Locatelli. Aos 11 minutos, depois de uma saída de bola atrapalhada, Kulusevski tomou a bola e rolou para o meio, onde Locatelli marcou. Os 3 a 1 poderiam parecer o fim da linha, mas as coisas se complicaram no final.

Com 378 minutos, Antonio Candreva recebeu pelo meio e diminuiu em uma finalização no meio da área para colocar a Samp de novo no jogo, ao menos para dar um pouco de emoção. Mas, no fim, não adiantou. O placar ficou mesmo em 3 a 2.

Uma vitória importante, ainda mais porque o desempenho passou longe de ser confiável, ou mesmo seguro. A notícia boa foi a atuação de Locatelli, muito bem em um setor que estava sem dono há muito tempo – talvez desde a saída de Paul Pogba e Arturo Vidal. Paulo Dybala ou outro que se destacou enquanto esteve em campo, por 22 minutos, mas a notícia ruim é que ele se machucou. De novo. Kulusevski entrou bem, embora seja outra característica.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo