Itália

Seleção italiana convoca Balotelli e os brasileiros João Pedro e Luiz Felipe para treinamentos

Desesperado por atacantes, Mancini testará Balotelli e João Pedro; Luiz Felipe também estreia pela Azzurra

Ele está de volta. Mário Balotelli foi convocado por Roberto Mancini para a seleção italiana pela primeira vez em mais de três anos. Além dele, o treinador chamou pela primeira vez dois brasileiros que têm passaporte italiano: o zagueiro Luiz Felipe, da Lazio, e o atacante João Pedro, do Cagliari. O treinador chamou 35 jogadores para um período de treinamento em Coverciano, Centro de Treinamento da Itália.

Balotelli não esconde que o seu objetivo era voltar à seleção italiana. Depois de deixar o Brescia, em 2020, o atacante jogou uma temporada na Serie B italiana pelo Monza e em julho de 2021 foi para o Adana Demirspor, da Turquia. Por lá, são 21 jogos e nove gols até aqui pelos turcos.

Mancini está em busca de um atacante para a seleção italiana, porque Ciro Immobile, que há anos é o principal centroavante do futebol italiano, não tem conseguido se firmar na Azzurra. Andrea Belotti foi outro que esteve no elenco nos últimos anos sem conseguir se firmar. Até por isso, Balotelli volta a ser uma opção para Mancini, já que o atacante é muito querido pelo técnico. Eles trabalharam juntos na Internazionale, no início de carreira do atacante, e no Manchester City, além da própria seleção italiana.

O último jogo de Balotelli pela seleção italiana foi no dia 7 de setembro de 2018, em jogo contra a Polônia. O atacante tem 36 jogos e 14 gols pela Azzurra. Ele foi titular na Copa do Mundo de 20154, ainda com o técnico Cesare Prandelli. Ele foi destaque do time também na Euro 2012, quando inclusive fez o gol que marcou a sua carreira, na semifinal contra a Alemanha. Ele fez os dois gols do time na vitória por 2 a 1 na época.

Brasileiros na seleção italiana

A necessidade de um atacante é também o motivo para a chamada do brasileiro João Pedro, do Cagliari. O atacante tem sido um destaque da Serie A há anos, entre os principais artilheiros do país. Aos 29 anos, João Pedro está na Itália desde 2014, quando foi contratado pelo Cagliari. Antes, passou pelo Palermo em 2010/11.

Nascido em Ipatinga, João Pedro foi revelado pelo Atlético Mineiro em 2010. Ficou pouco tempo no clube antes de ser vendido para o Palermo. Passou também por Peñarol, em 2011/12, e pelo Santos, em 2012/13. João Pedro jogou pela seleção brasileira sub-17, em 2009, no time que disputou o Sul-Americano e o Mundial da categoria. Foram 11 partidas disputadas, com um gol marcado.

João Pedro se tornou cidadão italiano por ter se casado com uma italiana. Os dois se conheceram na época que ele estava no Palermo. Em 2017, ele obteve a cidadania italiana. Tornou-se, assim, elegível a jogar pela seleção. A conversa, porém, só ficou forte mesmo depois da Eurocopa, com a discussão sobre o centroavante do time.

O outro brasileiro convocado é o zagueiro Luiz Felipe, de 24 anos. Formado pelo Ituano, subiu para o time profissional em 2016, no mesmo ano que foi contratado pela Lazio. Chegou a ser emprestado à Salernitana na sua primeira temporada na Itália, mas desde 2017 está no elenco da Lazio e se tornou um jogador importante dos biancocelesti. Nesta temporada, ele fez 26 jogos, todos como titular da equipe.

Em 2019, Luiz Felipe chegou a ser convocado para a seleção sub-21 da Itália, que tinha como técnico Luigi Di Biagio, mas ele recusou a convocação dizendo que gostaria de jogar pela seleção brasileira. Ele chegou a ser convocado para o time sub-20 do Brasil em 2017 e chegou a jogar pela seleção sub-23 do Brasil em 2019. Roberto Mancini o convenceu a jogar pela Itália e o zagueiro foi então convocado para a Azzurra.

Entre os estreantes ainda estão o zagueiro Giorgio Scalvini, da Atalanta, o meio-campista Nicolò Fagioli, da Cremonese, o também meio-campista Davide Frattesi, do Sassuolo, e Samuele Ricci, também meia, do Empoli.

A seleção italiana se apresenta na sexta-feira. Terá treinamentos pensando na repescagem da Copa do Mundo. A Itália enfrenta a Macedônia do Norte no dia 24 de março, em Palermo. Se avançar, enfrenta na final o vencedor de Portugal e Turquia, que jogarão em casa na final.

Lista de convocados

Goleiros: Marco Carnesecchi (Cremonese), Alessio Cragno (Cagliari), Alex Meret (Napoli), Salvatore Sirigu (Genoa);

Defensores: Alessandro Bastoni (Inter), Cristiano Biraghi (Fiorentina), Davide Calabria (Milan), Giorgio Chiellini (Juventus), Mattia De Sciglio (Juventus), Giovanni Di Lorenzo (Napoli), Alessandro Florenzi (Milan), Luiz Felipe (Lazio), Gianluca Mancini (Roma), Luca Pellegrini (Juventus), Giorgio Scalvini (Atalanta), Rafael Toloi (Atalanta);

Meio-campistas: Nicolò Barella (Inter), Bryan Cristante (Roma), Nicolò Fagioli (Cremonese), Davide Frattesi (Sassuolo), Manuel Locatelli (Juventus), Matteo Pessina (Atalanta), Samuele Ricci (Empoli), Stefano Sensi (Inter), Sandro Tonali (Milan);

Atacantes: Mario Balotelli (Adana Demirspor), Domenico Berardi (Sassuolo), Federico Bernardeschi (Juventus), Ciro Immobile (Lazio), Lorenzo Insigne (Napoli), Joao Pedro (Cagliari), Giacomo Raspadori (Sassuolo), Gianluca Scamacca (Sassuolo), Mattia Zaccagni (Lazio), Nicolò Zaniolo (Roma).

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo