Itália

Prefeito de Milão está otimista com San Siro: será que ele está dentro da realidade?

Com medo de perder Internazionale e Milan, o prefeito de Milão apresentou um projeto para reformular o San Siro

Mais um capítulo envolvendo o futuro do San Siro. Após Internazionale e Milan realizarem os primeiros movimentos de deixarem o estádio para construir uma nova casa para cada, a prefeitura de Milão tem trabalhado incessantemente para segurar os rivais na cidade. Em meio a esse cenário, o prefeito Beppe Sala está otimista com o Giuseppe Meazza, mas será que ele está na realidade?

Os Nerazzurri estão trabalhando para construir sua própria praça desportiva em Rozzano, região próxima a Milão, enquanto os Rossoneri estudam fazer o mesmo em San Donato, também nos arredores da cidade. Apesar disso, representantes da Inter e do Milan se sentaram com o prefeito de Milão para ouvir a proposta do San Siro. A reunião aconteceu nesta sexta-feira (8).

O encontro também contou com a participação da WeBuild, construtora encarregada do projeto de renovação do Estádio Giuseppe Meazza. Em entrevista à FCInterNews, Beppe Sala revelou que Nerazzurri e Rossoneri se empolgaram e mostraram interesse no “novo” San Siro. O prefeito de Milão apoia a análise da empresa, cujo estudo deve ser concluído até junho:

“Estiveram presentes os dirigentes da Internazionale, do Milan e da WeBuild. O clima estava bom, mas ainda temos trabalho a fazer. As equipes confirmaram que em poucos dias enviarão suas solicitações sobre o que deve estar no estádio. Isso inclui assentos VIP e melhoria de serviços, acessibilidade e também serviços externos como espaços comerciais e lounges. Veremos se conseguimos realizá-lo a um custo sustentável. Depende do que os times pedem. Acima de tudo, o estádio deve permanecer ativo durante as obras”.

Internazionale e Milan vão continuar no San Siro?

Não é de hoje que Internazionale e Milan reclamam do San Siro. A dupla entende que o estádio está ultrapassado e não atende mais às necessidades, principalmente ao nível europeu. Por isso, Nerazzurri e Rossoneri exigiram obras de melhorias no Giuseppe Meazza. Contudo, a princípio, a prefeitura e Câmara Municipal de Milão tombaram uma das arquibancadas, o que impedia a reforma.

Como resposta, Inter de Milão e Milan foram atrás de possíveis locais para erguerem uma nova casa. A expectativa dos dois é que seus respectivos estádios estejam prontos até 2028. Como o San Siro é parte fundamental da economia da cidade, Sala conseguiu reverter o tombamento do Giuseppe Meazza e tem tentado incessantemente convencer os rivais a não irem embora.

Para isso, o prefeito de Milão até mesmo insiste em transferir a propriedade do San Siro para Nerazzurri e Rossoneri, com a cidade abrindo mão sob a justificativa de que a reforma com as “empresas privadas é mais rápida”. Com uma reunião positiva com os representantes dos rivais e a WeBuild, Beppe Sala confia em um final feliz envolvendo o Estádio Giuseppe Meazza.

Tanto Internazionale, quanto Milan, costumam ter uma média de 70 mil torcedores a cada jogo em casa. Mesmo com as obras no San Siro, o prefeito de Milão garante que os clubes não pretendem aumentar os preços dos ingressos. Se tudo correr bem, a reforma do Giuseppe Meazza deve durar alguns anos. Só que isso não significa que Nerazzurri e Rossoneri desistiram de seus próprios estádios. Resta aguardar a próxima atualização dessa novela.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo