Itália

Contratação de sensação holandesa é o primeiro passo do Milan para voltar a desafiar a Inter

Clube rossonero planeja mercado agressivo e já costura acordo por Joshua Zirkzee, do Bologna

Vice-campeão italiano com 19 pontos de desvantagem em relação à líder Internazionale, o Milan frustrou seus torcedores na última temporada. Ciente de que há muito a melhorar, a diretoria do clube adota postura agressiva no mercado de transferências.

A ideia de Gerry Cardinale, dono do Milan, é reforçar o elenco e bater de frente com os Nerazzurri em 2024/25.

Após costurar acordo com Paulo Fonseca e encaminhar a chegada do técnico português, a alta cúpula rossonera começa a direcionar olhares a possíveis alvos no mercado. O número um da lista é Joshua Zirkzee, destaque do Bologna.

Segundo o jornalista Fabrizio Romano, o atacante holandês ficou entusiasmado com o projeto do Milan e está perto de chegar a um acordo sobre termos pessoais.

Além disso, o clube rossonero informou ao Bologna que planeja acionar a cláusula de rescisão do atacante holandês — 40 milhões de euros é a bagatela que a equipe milanista terá que desembolsar.

Por que o Milan se encantou com Zirkzee?

Alto, forte e imponente, Zirkzee chamou atenção de diversos clubes europeus. Destaque do Bologna, o camisa 9 marcou 12 gols e concedeu seis assistências em 37 partidas na última temporada.

Ele é um dos principais responsáveis pela classificação histórica dos Rossoblu à Champions League — feito que o clube não alcançava há 22 anos.

Zirkzee na temporada 2023/24

  • 37 jogos
  • 12 gols
  • 6 assistências

Mais do que o excelente aproveitamento em finalizações, Zirkzee recebeu muitos elogios em 2023/24 graças a sua capacidade de ‘segurar’ os marcadores através do jogo de corpo. Ele se aproveita do porte físico para fazer o pivô, prender a bola e envolver os companheiros de equipe com belos passes.

As características de Zirkzee se encaixam perfeitamente no ‘perfil ideal’ traçado pelo Milan. Com a saída de Giroud, o time rossonero prioriza a contratação de um centroavante físico e talentoso, capaz de trombar com zagueiros e driblá-los quando necessário.

Autor de 11 gols, Zirkzee foi o grande destaque da histórica campanha do Bologna na Serie A (Foto: Icon Sport)

Carreira de Zirkzee

Nascido em Schiedam, cidade localizada ao oeste de Roterdã, Zirkzee é filho de pai holandês e mãe nigeriana. O jovem, que tinha como principal objetivo se tornar jogador de futebol, não demorou a chamar atenção dos principais times da Holanda.

Depois de três anos defendendo o ADO Den Haag, Zirkzee assinou com o Feyenoord em 2016. Porém, a passagem pelo maior clube de sua cidade natal durou pouco, e o atacante logo foi transferido para o Bayern de Munique.

Pode-se dizer que Zirkzee foi revelado nas categorias de base do gigante alemão. Antes de subir para o time profissional, o holandês defendeu o Bayern B e o sub-19 bávaro.

Apesar do início meteórico, tendo marcado dois gols em seus primeiros oito minutos na Bundesliga aos 18 anos, Zirkzee não conseguiu se firmar na Baviera. O papel de coadjuvante não agradava o jovem, que decidiu dar um passo atrás na carreira.

Zirkzee em treino no Bayern de Munique (Foto: Icon Sport)

Emprestado ao Anderlecht em 2021/22, o jovem holandês fez ótima temporada: marcou 18 gols e distribuiu nove assistências em 48 partidas. Na época, houve rumores sobre um possível retorno à Allianz Arena, mas o Bayern fez justamente o contrário.

Vendido ao Bologna, Zirkzee não foi bem em sua primeira temporada na Itália. Porém, não desistiu e deu a volta por cima em 2023/24. Assediado por diversos clubes europeus, incluindo o Bayern, o garoto prodígio holandês deve mesmo permanecer na Itália. Parece questão de tempo para o Milan sacramentar o negócio.

O que o Milan terá pela frente em 2024/25?

O Milan disputará três competições na próxima temporada: Champions League, Serie A e Copa da Itália. Recuperar o protagonismo nacional é o grande objetivo dos rossoneros. A missão, contudo, não será nada fácil.

Atual campeã italiana, a Internazionale já se movimenta para manter suas principais peças, incluindo o técnico Simone Inzaghi. Se quiser desafiar o arquirrival e conquistar o Scudetto, o Milan terá que abrir os cofres, acertar nas contratações e torcer para Paulo Fonseca vingar no comando técnico da equipe.

Já a Champions é um sonho mais distante. Apesar da tradição milanista na competição, o clube rossonero está bem atrás dos principais postulantes ao título europeu, como Real Madrid e Manchester City.

Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Jornalista pela UNESA, nascido e criado no Rio de Janeiro. Cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na Trivela, é redator e escreve sobre futebol brasileiro e internacional.
Botão Voltar ao topo