Itália

Lazio reforça sua defesa com a contratação de Alessio Romagnoli, que vem sem custos do Milan

Campeão pelo Milan Romagnoli chega à Lazio para reforçar um setor que ficou enfraquecido na equipe da capital. Curiosamente, ele foi formado pela rival Roma

A Lazio anunciou a contratação do zagueiro Alessio Romagnoli, de 27 anos, que chega para reforçar um setor que está carente da equipe. O jogador, que era o capitão do Milan, mas tinha se tornado reserva da equipe, ficou seu contrato acabou em junho com o campeão italiano.

Romagnoli é um zagueiro de bom posicionamento e boa leitura de jogo. Não é um jogador rápido, mas tem uma grande liderança, tanto que se tornou capitão do Milan. É um perfil de jogador que pode acrescentar bastante a uma Lazio que tentará reconstruir esse setor. Ele deixa o Milan com 274 jogos e 10 gols marcados. Conquistou o título da Serie A na temporada passada, como reserva.

Curiosamente, Romagnoli foi formado nas categorias de base da rival Roma, de onde saiu por empréstimo para a Sampdoria, em 2014, e de lá foi contratado em definitivo pelo Milan, em 2015, por € 25 milhões. O zagueiro fez apenas 14 jogos pela Roma antes de ser emprestado e nunca mais retornar aos giallorossi. Agora ele troca de cores no clássico da capital. Romagnoli assinou contrato de cinco anos com a Lazio, até 2027.

Ele chega à Lazio para formar a defesa junto com Francesco Acerbi, veterano de 34 anos que é da seleção italiana. O espanhol Patric, que renovou contrato até 2027, é outro que disputa posição ali. Ele chega para reforçar o setor mais carente da Lazio, que perdeu o brasileiro Luiz Felipe, que foi para o Betis.

Além de Romagnoli, a Lazio trouxe ainda Nicolò Casale, de 24 anos, que veio do Verona por € 7 milhões. Eles se somam a Canecellieri, que chegou por empréstimo também do Verona, além de Marcos Antônio, meio-campista brasileiro de 22 anos que chega do Shakhtar Donetsk por € 7,5 milhões.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo