Itália

Donos da Inter temem potencial falência da Evergrande, onde possuem investimentos bilionários

Donos do grupo Suning tem € 2,6 bilhões em ações da Evergande, uma gigante chinesa do ramo imobiliário que está à beira da falência

A possível falência da gigante chinesa Evergande afetará muito os donos da Internazionale, o grupo Suning. A Evergrande está em atraso com as obrigações financeiras e a expectativa do mercado é que a empresa abra declaração de falência nesta sexta-feira, 12. Com isso, os donos do clube de Milão serão fortemente afetados financeiramente, o que tende a complicar ainda mais a situação financeira dos nerazzurri.

Segundo a Bloomberg, o China Evergrande Group pagou com atraso juros a investidores internacionais. A empresa correu sério risco de entrar em default (calote, basicamente), mas conseguiu pagar com atraso logo depois. Um dos credores, o alemão DMSA, entrou com pedido de falência da empresa.

Caso acontecesse um default nesta quinta pode gerar um efeito dominó de outros compromissos financeiros da Evergrande. O total de dívidas da empresa supera 300 milhões de dólares. Durante a madrugada, a Evergande conseguiu pagar os investidores, com atraso. O risco ainda não está totalmente afastado e depende de confirmações.

Há muitas preocupações do que a quebra de uma empresa desse tamanho pode afetar não só o mercado imobiliário ou chinês, mas do mundo todo, até pela influência chinesa na economia. É esperado que o governo chinês intervenha. É especulado que a China facilite o processo de venda de dívidas para as construtoras, porque a Fantasia Holding, outra gigante do mercado imobiliário no país, também causa preocupações pela situação financeira. Duas empresas de grande porte com problemas financeiros podem causar uma consequência grande no mercado como um todo.

Para a Inter, a preocupação é muito grande, já que o grupo Suning tem seus € 2,6 bilhões em ações da Evergrande. O Suning está com problemas graves de liquidez e essa crise pode afetar ainda mais a empresa. Segundo o Bloomberg Billionaires Index, que estima fortuna de bilionários, Zhang Jindong, dono do Suning e da Inter, perdeu 2 bilhões de dólares este ano de 2021. Isso significa metade de toda a sua fortuna.

Com isso, é de se imaginar que a Suning tenha que vender a Inter, ou esteja ao menos mais disposta a fazer isso, diante de tantos problemas financeiros. Houve interesse de empresas de investimento para comprar a Inter, mas o Suning quer ao menos € 1 bilhão para vender o clube. A crise é grande já desde 2020, como mostramos neste texto. Em fevereiro, o Suning fechou as portas do Jiangsu, clube do qual era dona na Superliga Chinesa e que era o campeão do país.

Houve especulações sobre a Arábia Saudita, através do seu grupo PIF, comprar a Inter. O grupo comprou o Newcastle recentemente e há especulações que queira comprar outros clubes pela Europa.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo