Itália

A Juventus quer o básico de presente do Papai Noel: eficiência no ataque e volta da solidez defensiva

Brigando pela liderança da Serie A com a Internazionale e prestes a estrear na Copa da Itália, a Juventus não precisa de presentes de Natal mirabolantes para ser feliz em 2024

Mesmo não disputando a Champions League pela primeira vez depois de 12 anos, a Juventus faz sua melhor temporada desde o último Scudetto. Tendo realizado jogos apenas pela Serie A até aqui, a Velha Senhora foi derrotada somente uma vez em 17 partidas e é vice-líder do Campeonato Italiano, estando na cola da Internazionale. Em janeiro, ainda estreará na atual edição da Copa de Itália contra a Salernitana, que não vive bom momento, e tem boas chances de avanças às quartas de final.

Apesar do bom momento, o torcedor bianconeri sabe que o time ainda está longe de ser aquele dominante no cenário nacional como foi na década passada. Pensando nisso, a Trivela separou três presentes de Natal que a Juve gostaria de receber do Papai Noel para ter um 2024 de alegrias e, claro, conquistas.

Mais eficiência no ataque

Se tem algo que a Juventus ainda não encaixou na temporada 2023/24 é o ataque. A equipe comandada por Massimiliano Allegri é a sexta com mais gols na Serie A, com 26 tentos marcados em 17 rodadas, mas é pouco para quem está brigando pelo título da competição. Segundo o Sofascore, a Velha Senhora ainda é o time que mais perdeu grandes chances na competição até aqui: 30.

Os números, claro, passam diretamente pelo desempenho dos atacante bianconeri. Juntos, os seis jogadores da posição no elenco da Juve marcaram 13 gols por enquanto. Dusan Vlahović é o artilheiro da equipe na temporad com seis bolas na rede, nove a menos do que Lautaro Martínez, da Internazionale, tem na Serie A. O sérvio ainda desperdiçou oito boas chances na competição, mais do que qualquer outro jogador. Quem sabe o gol da vitória sobre o Frosinone, no sábado (23), não seja uma virada de chave para o camisa 9.

Volta da defesa impenetrável

Como quase sempre foi sob o comando de Massimiliano Allegri, a defesa da Juventus é das melhores da Europa e tem sido fundamental para manter o time de Turim na caça à Internazionale na Serie A. Entretanto, o atual momento do sistema defensivo bianconeri não é o melhor, sendo vazado em cinco das últimas seis partidas.

É verdade que foram somente cinco gols concedidos nesta sequência, mas dois deles fizeram com que a Velha Senhora deixasse quatro pontos pelo caminho e continuasse na vice-liderança da Serie A. Antes, a Juventus vinha de seis jogos seguidos sem sofrer gol e deixou de conquistar apenas dois dos 18 pontos que disputou.

Conciliação com a Copa da Itália

Até aqui, todos os 17 compromissos da Juventus na temporada 2023/24 foram pela Serie A. Até por isso, Allegri não precisou fazer grandes rodízios e pôde sempre utilizar o que tinha de melhor à disposição. A situação vai mudar em janeiro com a estreia na Copa da Itália contra a Salernitana nas oitavas de final, e a Velha Senhora não pode cair de produção com o foco dividido em duas competições.

Caso avance até a final da Copa da Itália, a Juve disputará mais cinco jogos além das tradicionais 38 rodadas da Serie A. Não é muito e os bianconeri são completamente capazes de brigar pelo título em ambas as competições, mas ainda resta a curiosidade sobre como este time lidará com duas disputas simultâneas. Vale lembrar que o clube não é campeão desde 2021, maior jejum de títulos desde o hiato de 2003 a 2012.

Foto de Felipe Novis

Felipe Novis

Felipe Novis nasceu em São Paulo (SP) e cursa jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Antes de escrever para a Trivela, passou pela Gazeta Esportiva.
Botão Voltar ao topo