Copa da Itália

Dybala mudou o jogo contra Cremonese e classificou a Roma, que terá pela frente a arquirrival Lazio na Copa Itália

Roma faz primeiro tempo ruim, sai atrás no placar, mas busca virada na etapa complementar com gols de Lukaku e Dybala

A Roma começou 2024 com o pé direito. Nesta quarta-feira (3), a equipe do técnico José Mourinho suou, mas bateu a Cremonese por 2 a 1 no Estádio Olímpico, e garantiu vaga nas quartas de final da Copa Itália. Frank Tsadjout abriu o placar para os visitantes no primeiro tempo. Na etapa complementar, contudo, Lukaku e Dybala decidiram e colocaram os Giallorossi na próxima fase do mata-mata nacional.

Nas quartas de final, a Roma terá pela frente nada mais nada menos que a Lazio, sua arquirrival. As datas e horários das partidas de ida e volta ainda serão divulgados pela Federação Italiana.

Cremonese castiga Roma nos minutos finais do primeiro tempo

A Roma confirmou as expectativas pré-jogo e tomou a iniciativa na partida. Aos 4′, Pellegrini achou lindo passe para Lukaku na entrada da área e desmontou a defesa da Cremonese. O atacante belga ajeitou o corpo, levantou a cabeça e serviu Belotti, que dominou e experimentou finalização de longa distância. A bola subiu muito e não levou perigo. Nervosos em campo, os visitantes abusavam das faltas e tentavam quebrar o ritmo dos donos da casa. Com menos de 20′, quatro cartões amarelos no jogo – todos da Cremonese.

Faltou objetividade para Roma na etapa inicial. Somente aos 16′, os mandantes assustaram a Cremonese pela primeira vez. E foi em cobrança de falta. Pellegrini cobrou colocado e obrigou Jungdal a fazer boa defesa. Com 27′ no relógio, Karsdop escapou pelo lado direito e cruzou na medida para Lukaku, que errou a cabeçada. No segundo pau, Belotti escorou de primeira e Jungdal espalmou no susto. Na sobra, Pellegrini emendou petardo no travessão e arrancou suspiros das arquibancadas do Estádio Olímpico.

Aos 36′, um vacilo geral da defesa da Roma, que concedeu espaço de sobra para Paolo Ghiglione aprontar na área. Após bate e rebate, a bola se ofereceu a Frank Tsadjout. O atacante italiano tocou na saída de Mile Svilar e abriu o placar. Golpe duro para os Giallorossi, que até tinham mais volume de jogo, mas pouco criavam.

Lukaku e Dybala marcam e decretam virada da Roma

A cara de poucos amigos de José Mourinho na volta do intervalo entregou o que muito provavelmente o técnico português fez no intervalo: uma tradicional lavagem de roupa suja com os jogadores por conta do fraco primeiro tempo da equipe. Parece ter surtido efeito. A Roma voltou mais ligada e logo aos 2′ ficou perto de empatar. Paulo Dybala atraiu quatro defensores na entrada da área e descolou lindo passe para Lukaku que, no momento do chute, foi travado pelo zagueiro adversário.

Na sequência, foi a vez de El Shaarawy criar situação clara de gol. O atacante egípcio recebeu lançamento primoroso pelo lado esquerdo, trouxe para o meio e arrematou na trave. O gol da Roma parecia maduro. E de fato estava. A Cremonese passou a tentar cozinhar os donos da casa, seja com a posse de bola, ‘faltas táticas' ou a famosa cera. Até que aos 31′, Lukaku desencantou. Dybala carregou pela direita e encontrou Azmoun na entrada da área. De primeira, o iraniano serviu o camisa 90, que cara a cara com Jungdal, não desperdiçou: 1 a 1.

O gol fez bem a Roma, que continuou pressionando. Os visitantes, por sua vez, não resistiram. Aos 37′, Spinazzola foi derrubado por Sernicola na área. Pênalti. Dybala cobrou, virou a parada e decretou a classificação do clube da capital.

Estatísticas de Roma 2 x 1 Cremonese – Copa Itália 2023/24

  • Posse de bola: 57% x 43%
  • Faltas: 13 x 12
  • Chutes: 19 x 8
  • Chutes no gol: 4 x 1
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo