Copa da InglaterraInglaterra

Will Grigg: “O Manchester City é provavelmente o melhor time na Europa no momento e nós vencemos”

Um time da terceira divisão vencer um da primeira é sempre um grande feito. O que o Wigan conseguiu diante do Manchester City na Copa da Inglaterra ganhou um peso ainda maior, já que o time comandado por Pep Guardiola é um dos mais badalados da Europa no momento. Líder absoluto na Premier League, o time acabou derrotado com um gol do jogador que se tornou famoso pela música cantada para ele: Will Grigg. O atacante norte-irlandês comentou sobre esse momento tão marcante para ele e para o Wigan, que luta pelo acesso para a segunda divisão.

LEIA TAMBÉM: Will Grigg incendeia a Inglaterra: Wigan faz história e elimina o City da FA Cup

“Em termos de um único jogo, um único momento, foi provavelmente esse”, afirmou Will Grigg ao Telegraph. “Eu marquei contra times da Premier League antes, mas este é provavelmente o melhor time na Europa no momento e nós vencemos por 1 a 0 e conseguimos o gol”. O atacante norte-irlandês contou que assistiu novamente ao jogo em casa, porque “estava tudo embaçado, especialmente o gol”. Além disso, ele sabia que demoraria a pegar no sono aquele dia, depois do que aconteceu. “Eu costumo ficar mal depois dos jogos, mas este especialmente”.

“Nós separamos o jogo em estágios”, contou Will Grigg. “Nós sabíamos que nos primeiros 15 minutos, nós tínhamos que estar no jogo. Era o caso de usar o 4-5-1, acompanhar a rotação deles. É OK assistir a vídeos deles movendo a bola pelo campo, mas você tem que sentir você mesmo”, explicou o jogador. “Entre os 15 e 30 minutos nós sentimos que poderíamos ter uma chance, nós queríamos pressioná-los um pouco mais do que estávamos fazendo. É mais fácil de falar e mais difícil de fazer”, contou Grigg. “O modo como eles rodam a bola torna difícil chegar perto deles, que dirá pressioná-los.”

O gol saiu aos 34 minutos do segundo tempo, depois de um erro do lateral direito Kyle Walker. “Eu arrisquei e consegui colocar para dentro”, afirmou o atacante. “Eu estava em uma corrida com Kyle Walker, o que não é exatamente o que você gostaria, mas eu consegui chegar antes. Meu domínio de bola já o tirou da jogada, o que me permitiu fazer o meu chute. Eu disse desde o começo, se eu tiver chances, eu vou marcar gols e eu consegui fazer isso”, continuou. “Quando estou em forma e jogando bem, eu sou mais que uma força nessa liga”, disse Grigg.

O Manchester City foi apenas o mais recente dos times da Premier League eliminados pelo Wigan. Antes, Bournemouth e West Ham já tinha sofrido com o atacante norte-irlandês. “Eles são o melhor time da Europa vindo ao seu estádio, e eles não fizeram muitas mudanças”, contou. “Bournemouth e West Ham fizeram, eles não estavam tão fortes. O Manchester City é provavelmente o melhor por aí, o calibre dos jogadores que estavam em campo é inacreditável”.

O sucesso do Wigan contra o Manchester City – terceira eliminação do time contra o City  desde 2013 – enlouqueceu os torcedores. “Você precisa estar perto do estádio e do centro de treinamento para ver as memórias e o que a Copa da Inglaterra significa para todo mundo”, disse Grigg. “Os torcedores nunca param de falar disso e todos no clube. Foi um dia que eles nunca esquecerão desse sucesso da Copa da Inglaterra. Se nós conseguirmos continuar com isso e continuar criando memórias para nós, isso seria brilhante”.

“Ir para um jogo que não sabíamos como nós sairíamos, mas depois de vencer, nós vamos contra o Southampton sem medo de nada que possa acontecer”, declarou ainda o jogador mais cantado da Eurocopa de 2016, mesmo sem ter sequer entrado em campo no torneio.

Depois de viver o sonho na Copa da Inglaterra, o Wigan volta à realidade neste fim de semana. O time recebe o Rochdale, time que também está vivo na Copa da Inglaterra depois de empatar em casa com o Tottenham. Na Ligue One, porém, a terceira divisão inglesa, os dois times vivem situações opostas. O Wigan é terceiro com 63 pontos, três a menos que o líder Blackburn Rovers, mas com três jogos a menos – ou seja, é o grande favorito a ser o líder. O Rochdale é o laterna e luta desesperadamente contra o rebaixamento à League Two, quarta divisão. O jogo é no sábado.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo