Inglaterra

Wenger pede cautela com uso exagerado de Wilshere

O treinador do Arsenal, Arsène Wenger, comentou em coletiva no Emirates Stadium nesta sexta-feira sobre a condição física de Wilshere, seu comandado na equipe londrina. A declaração do francês era em tom de reclamação a respeito de um suposto abuso do talento do meia.

Recuperado de uma contusão no tornozelo ao fim do ano passado, Wilshere foi o grande destaque do amistoso diante do Brasil, na última quarta-feira e atuou durante os 90 minutos. Wenger afirma que não esperava que o jovem fosse utilizado até o apito final.

“A verdade é que eu realmente pensei que ele jogasse apenas uma parte do confronto. Isso não aconteceu em virtude de sua qualidade, e enquanto estiver em alto nível, estará sujeito a isso. O uso de seu talento tem de ser algo controlado, ele também tem de ser poupado casualmente, como todos os outros. Falo pelo aspecto físico e mental, ele ainda é novo e está constantemente sob pressão. Teremos de trabalhar esse lado para evitar que ele sofra um desgaste desnecessário”, analisou Wenger.

“Não queremos determinar um limite para essa evolução dele, sobretudo quando já está em grande nível como Jack se encontra. Meu papel é manter a paixão dele pelo jogo e garantir que ele continue com esta atitude de sempre querer ser um jogador melhor. Se seguir com essas duas qualidades, certamente será um atleta fantástico. Já se trata de um grande talento, mas poderá ser um dos maiores do mundo”, completa o comandante do Arsenal.

Wilshere tem 21 anos e está desde 2009 no elenco profissional dos Gunners.

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo