Inglaterra

Wenger escolheu esperar alguém “especial”

O tempo passa, o tempo voa e estamos a poucos dias do fim da janela de transferências. Nesse tempo todo, o Arsenal, sempre especulado para trazer Deus e o mundo para o Emirates, não trouxe ninguém além de Sanogo – jovem atacante que veio de graça. Nesta segunda-feira, o técnico Arsène Wenger disse que o Arsenal só se interessa por “jogadores especiais”. O time já fez propostas por Luis Suárez, do Liverpool, mas que não foram aceitas. Gonzalo Higuaín esteve na pauta, mas o time esperou por Suárez e o argentino fechou com o Napoli. O problema é que o tempo passa e o Arsenal, embora seja um bom time, segue sem ter um jogador capaz de decidir jogos.

Depois da vitória por 3 a 1 sobre o Fulham, no sábado, o técnico fez questão de elogiar os seus jogadores. “Eles são especiais. Se eu for trazer alguém, precisa ser especial”, afirmou Wenger. O time especula trazer Cabaye, meio-campista do Newcastle, que é ótimo jogador, mas nada muito diferente do que o Arsenal já tem.

O time base do Arsenal é bom e capaz de ganhar da maioria dos seus rivais locais na Inglaterra. É um time que brigará por vaga na Liga dos Campeões. Mas desde a saída de Van Persie, o time não tem esse jogador. Suárez certamente pode ocupar esse posto e Higuaín tinha potencial para fazer isso também. Agora, se especula Juan Mata, que poderia perder espaço com a alta concorrência de meias do Chelsea. Pode ser uma boa opção, considerando as duas excelentes temporadas que fez nos Blues.

Será preciso buscar algum jogador. Talvez um dos meias do Real Madrid – se falou em Di Maria, que não parece ser um jogador capaz de decidir jogos, ao menos não muito além do que Walcott e Oxlade-Chamberlain. Com o time que tem atualmente, o Arsenal pode ir até oitavas, talvez quartas de final da Liga dos Campeões e brigar por vaga na Liga dos Campeões, correndo algum risco, já que o Tottenham está mais forte. Por isso, a contratação de um jogador de peso é essencial.

Wenger escolheu esperar, assim como a campanha que tem exatamente esse nome e orienta os jovens a ficarem abstêmios em relação a sexo até o casamento. O problema é que a lua de mel está acabando e você continua virgem, Wenger. E se acabar virgem nesta temporada e o presente da vaga na próxima Liga dos Campeões não vier, vai ser difícil ter reconciliação. O PSG, interessado nos serviços de Wenger há tempos, agradeceria.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo