Copa da InglaterraInglaterra

United nem precisa de RVP para detornar Fulham na Copa

Diante das acusações que tem dependido demais de Van Persie, o Manchester United deu uma resposta contundente neste sábado. O holandês não fez o mínimo de falta na exibição intensa dos Red Devils em Old Trafford. Comandada por Wayne Rooney, a equipe passou por cima do Fulham, classificando-se para a quinta rodada da Copa da Inglaterra com vitória por 4 a 1.

Além de Van Persie, Sir Alex Ferguson poupou outros jogadores importantes na partida, como Rio Ferdinand. As ausências, entretanto, não impediram a blitz imposta pelos Red Devils a partir do apito inicial, resultando no primeiro gol aos três minutos. Após toque de mão na área, Ryan Giggs balançou as redes cobrando pênalti.

A primeira etapa seguiu dominada pelo United, mas não teve novos gols. Wayne Rooney era quem mais insistia. O camisa 10 teve boas oportunidades de ampliar, mas parava na defesas de Mark Schwarzer. Na mais perigosa, o goleiro desviou e a bola tocou na trave antes de ser neutralizada pela defesa.

O tento de Rooney só viria no início da etapa complementar, aos cinco minutos. Anderson fez o lançamento e o atacante não perdoou, cortando a marcação e chutando forte. Pouco depois, Rooney atuou como garçom e rolou a bola para o meio da área. Nani desviou e Chicharito Hernández anotou o terceiro sem muito esforço.

Os Red Devils tiraram o pé do acelerador, mas ainda assim deram tom à goleada aos 21 minutos, outra vez com Chicharito, em arremate que desviou na defesa e entrou. O Fulham marcou o gol de honra aos 32, em cabeçada de Aaron Hughes após cobrança de escanteio, mas era tarde demais para qualquer reação.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo