Inglaterra

“Trio de ataque do Liverpool parece os dinossauros de Jurassic Park”, diz assistente de Klopp

Pepijn Lijnders, auxiliar técnico do Liverpool, elogiou a ferocidade com que o trio de ataque do Liverpool atua no setor ofensivo

O braço direito de Jürgen Klopp, Pepijn Lijnders, afirmou que o trio de ataque do Liverpool parece os “dinossauros de Jurassic Park” após um início de temporada em que os três principais jogadores ofensivos do clube inglês estão em forma – e ainda contam com o apoio do português Diogo Jota.

Mohamed Salah está atuando como melhor do mundo e marcou 15 vezes em 12 partidas. Após um período de baixa, Roberto Firmino está recuperando sua melhor forma e tem seis gols nesta temporada. Sadio Mané foi reserva contra o Manchester United, mas também anotou seis tentos até agora. Diogo Jota marcou fez quatro.

Contra o Manchester United, Salah marcou três vezes e deu uma assistência. Diogo Jota fez um gol e deu um passe decisivo. Firmino também se destacou pela movimentação e pela contribuição na construção das jogadas ofensivas.

“Você nunca pode julgar apenas pelos gols marcados. É sobre como movemos a bola a partir de trás, como estamos protegidos, como todo o pacote permite que os jogadores de frente estejam sempre em boas posições para marcar. E, então, a qualidade do trio de ataque. Dissemos que eles parecem os dinossauros de Jurassic Park. Eles vão com tudo, eles são letais”, afirmou. “Se você marcar nos momentos certos, esses jogos – como por exemplo contra o Manchester United – podem acontecer”.

Lijnders, que deixou o Liverpool para ser treinador principal no NEC Nijmegen da Holanda e retornou coomo assistente após a saída de Zeljko Buvac, afirmou que o Liverpool não fez nada de diferente contra o Manchester United, mas sempre busca melhorar. E que a forma do time tem a ver com o descanso que jogadores como Salah e Mané tiveram, sem competições por seleções no meio do ano.

“Às vezes, melhorar é voltar aos fundamentos básicos e foi o que fizemos na pré-temporada. Além disso, os jogadores precisam de uma folga. Depois de períodos emocionais, após muitas finais, muitas temporadas intensas, é bom que eles tenham uma pausa porque, se quiser ter consistência, precisa respeitar o processo de recuperação. Não apenas entre os jogos, mas também entre as temporadas”, disse.

Nesse sentido, o Liverpool terá provavelmente um time muito modificado para enfrentar o Preston North End, da segunda divisão, nesta quarta-feira pelas oitavas de final da Copa da Liga Inglesa.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo