Inglaterra

Terry leva garoto com deficiência a jogo do Chelsea para inspirá-lo a não desistir do futebol

Dawson, 14 anos, nasceu com uma deficiência: não tem dedos na mão esquerda. Sempre se sentiu diferente. Segundo sua mãe, ele viu no futebol, mais especificamente na posição de goleiro, a oportunidade ser que nem os outros. Ao vestir as luvas, ninguém nota o seu problema. No entanto, em má fase técnica, foi colocado no banco de reservas antes da final do campeonato do seu time e começou a questionar se deveria mesmo continuar se jogando no chão para bloquear chutes. Até que ele recebeu uma ligação de John Terry.

LEIA MAIS: Obi Mikel exerce sua liderança doando US$ 30 mil à delegação olímpica da Nigéria

O zagueiro convidou o garoto para assistir ao amistoso entre o Chelsea e o Liverpool, na Califórnia, disputado na última quinta-feira, pela Champions Cup. O clube de Londres bancou a viagem de aproximadamente duas horas de avião até Pasadena. Assistiu à vitória azul por 1 a 0, gol de Gary Cahill, depois desceu ao gramado para conhecer Terry, que surgiu com os goleiros Courtois e Begovic.

Terry tentou convencer Dawson a dar outra chance ao futebol, lembrando que ele e o Chelsea também passaram por uma temporada complicada. A única coisa que qualquer um pode fazer é levantar, tentar de novo e seguir em frente. Antes de se despedir, e presenteá-lo a camisa que usou na partida (os goleiros lhe deram um par de luvas), o zagueiro pediu para que ele prometesse nunca desistir. E ele prometeu.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo