Inglaterra

Ten Hag avisa: “Se alguém não executar sua tarefa, ele ficará sabendo, não importa quem seja”

O novo técnico do Manchester United deu entrevista à imprensa holandesa e deixou claro que não comprometerá seu estilo de treinador para apaziguar estrelas

Erik ten Hag foi confirmado como técnico do Manchester United a partir da próxima temporada, e uma das dúvidas é como lidará com um vestiário cheio de estrelas, como, por exemplo, Cristiano Ronaldo. Em uma entrevista ao jornal holandês Trouw, a resposta foi simples: quem não fizer o que ele pede levará uma bronca, independente de quem seja.

Desde 2017 no Ajax, Ten Hag conquistou duas vezes a dobradinha nacional, está prestes a ser campeão novamente da Eredivisie e chegou a uma semifinal de Champions League, a minutos de alcançar a decisão. Ele foi escolhido para substituir Ole Gunnar Solskjaer e conduzir o projeto do Manchester United, após meses com Ralf Rangnick como interino.

“Eu sempre serei eu mesmo. Não mudarei minha visão. O tipo de jogador que você tem determina a maneira como você joga, mas eu estou no controle das exigências e tarefas que são pedidas aos jogadores. Eu decido qual tarefa um jogador tem. Se alguém não executar sua tarefa, ele ficará sabendo, não importa quem seja. Não concederei nisso”, disse.

Como a imprensa inglesa noticiou, Ten Hag pediu palavra final sobre as transferências, um dos aspectos cruciais do processo de reformulação pelo qual o Manchester United precisa passar.

“Eu faço exigências sobre a maneira que quero trabalhar antes de assinar. Se essas demandas não são aceitas, eu não assino. A responsabilidade final é minha e eu serei julgado pelos resultados do time. Eu não quero ser um ditador, eu quero trabalhar em conjunto, mas eu queria ter influência nas transferências, foi uma condição para mim”, explicou.

Fazia tempo que o seu nome era especulado em ligas mais ricas, mas nunca houve nada muito concreto. Ten Hag, no entanto, afirmou que essa última temporada pelo Ajax já foi um bônus. “As coisas estavam acontecendo no último verão (do hemisfério norte), mas eu queria ter sucesso mais uma vez com o Ajax e passar o inverno na Champions League. Porque quando fui contratado eu havia dito que o Ajax tinha que se tornar ‘à prova de Europa’. Isso funcionou. Mas ainda não terminamos”, avisou.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo