Inglaterra

Taylor não deveria voltar a jogar futebol, diz Wenger

O técnico do Arsenal, Arsène Wenger, não escondeu sua revolta com o zagueiro Martin Taylor, do Birmingham, que provocou a fratura na perna do atacante Eduardo da Silva neste sábado. Aos 3 minutos do primeiro tempo, Taylor deu uma entrada violenta sobre o jogador da seleção croata, que perderá o restante da temporada e deve ficar fora da Eurocopa em junho. O defensor foi expulso de campo.

“A entrada foi horrível, e este rapaz não deveria nunca mais jogar futebol”, disse o treinador à BBC. “Este tipo de entrada estava esperando para acontecer com um dos nossos jogadores. Já vi entradas ruins, mas nem sempre acabam punidas com pernas quebradas. Você só precisa matar alguém uma vez. Isso não pode ser aceito em um campo de futebol”.

Os jogadores pareciam em estado de choque enquanto Eduardo era atendido no gramado, e mesmo com um jogador a mais o Arsenal terminou o primeiro tempo perdendo por 1 a 0. Theo Walcott virou com dois gols na etapa final, mas um pênalti nos acréscimos permitiu ao Birmingham chegar ao empate por 2 a 2.

“Foi um choque para o time. Eduardo é um rapaz fantástico, e vê-lo sentindo aquela dor e ver sua perna naquele estado teve um efeito”, justificou Wenger.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo