Inglaterra

Robinho atribui saída a “motivos familiares”

O atacante Robinho, que deixou a concentração do Manchester City na Espanha sem autorização, disse nesta terça-feira ter saído por “motivos familiares”. Ele alega, ainda, que o clube tinha conhecimento de sua necessidade de voltar ao Brasil, e negou a versão de que sua decisão teria alguma ligação com o fracasso da tentativa do clube de contratar Kaká.

“Informei ao Manchester City que precisava voltar ao Brasil por motivos familiares”, disse Robinho à BBC. “Voltarei ao clube e espero resolver isso o mais rápido possível. É importante deixar claro que não voltei ao Brasil por causa do negócio com Kaká. Ele é um bom amigo e seria ótimo tê-lo como companheiro do City, mas não tem nada a ver com sua decisão de ficar no Milan”.

Mais cedo, o diretor executivo do City, Garry Cook, havia dito que a saída de Robinho era uma “violação disciplinar” e esperava mais informações sobre o caso para tomar uma atitude. O clube não entrou em mais detalhes sobre a deserção do brasileiro, que foi contratado em setembro do ano passado por € 40 milhões, tornando-se o jogador mais caro da história do futebol britânico.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo