Inglaterra

Rangnick: “Para mim está claro que haverá seis, sete, oito, talvez 10 novos jogadores”

O técnico interino do Manchester United não poupou seus jogadores de críticas e disse que haverá uma grande reformulação para a próxima temporada

O técnico interino do Manchester United, Ralf Rangnick, chamou a derrota para o Liverpool por 4 a 0 em Anfield de “vergonhosa, talvez até humilhante” e disse que o elenco terá que ser praticamente reformulado para a próxima temporada, quando ele deve assumir um papel consultivo e deixar o comando técnico para o holandês Erik ten Hag, próximo de ser anunciado, segundo veículos europeus.

A segunda goleada que os Red Devils sofreram para o seu grande rival em âmbito nacional, compondo o maior agregado da história do clássico do Noroeste nos dois turnos do Campeonato Inglês (9 a 0), causou mais uma onda de revolta entre ex-jogadores importantes, com Gary Neville afirmando que é o pior time do United que ele viu em mais de 40 anos, e Roy Keane dizendo que Marcus Rashford “jogou como uma criança”.

Em entrevista à BBC, Rangnick não segurou o verbo: “É vergonhoso, é decepcionante, talvez até humilhante. Temos que aceitar que eles estão seis anos na frente da gente agora. Quando Jürgen Klopp chegou, eles mudaram o clube e elevaram não apenas o time, mas o clube e a cidade a um novo patamar. Isso é o que precisa acontecer conosco nas próximas janelas de transferências. Se você analisar a situação, não é difícil… para mim está claro que haverá seis, sete, oito, talvez 10 novos jogadores. E antes de contratar esses jogadores, você precisa saber como você quer jogar”.

“Haverá uma reconstrução, com certeza. Isso ficou óbvio nas primeiras três ou quatro semanas para mim. Para nós, é extremamente vergonhoso, como comissão técnica, sentar aqui e ter uma entrevista como esta. Precisamos simplesmente admitir que eles são melhores que nós”, completou.

A declaração de Rangnick sublinha os erros do Manchester United no mercado de transferências porque, desde 2016, primeiro mercado em que Klopp foi ativo para reconstruir o Liverpool, o Manchester United gastou € 924 milhões em reforços, quase € 300 milhões a mais que os Reds, e teve o maior investimento líquido da Inglaterra – € 670 milhões, no balanço entre vendas e compras.

O Manchester United anunciou que o chefe dos olheiros, Jim Lawlor, que estava no clube desde 2006, ainda na época de Alex Ferguson, e o líder global de olheiros, Marcel Bout, contratado por Louis Van Gaal em 2016, deixarão o clube a partir da próxima temporada.

Com apenas duas vitórias nos últimos sete jogos, o United não conseguiu aproveitar a queda de rendimento do Arsenal e vê agora o Tottenham começar a se afastar na briga pelo quarto lugar, com três pontos a mais e um jogo a menos. Jogar a Champions League é essencial pelas receitas e também para facilitar a contratação de todos esses jogadores.

“Especialmente no primeiro tempo, não estávamos à altura. Estamos em lugar nenhum”, acrescentou Rangnick à Sky Sports. “Poderíamos ter tido uma linha de defesa com seis ou sete. Se você não tenta ganhar os rebotes, sem nem falar das primeiras divididas… fomos piores em todas as áreas relevantes no primeiro tempo e simplesmente não é bom o suficiente. Eles mostraram o calibre que têm. Não estamos à altura. Não somos bons o suficiente para conseguir pontos em um jogo contra o Liverpool”, encerrou.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo