Inglaterra

Rangnick conversa com psicólogo para tentar resolver excesso de empates e se fortalecer pelo G4

O Manchester United vem de três empates consecutivos por 1 a 1 após ter aberto o placar no primeiro tempo

O técnico do Manchester United, Ralf Rangnick, reconheceu que terminar entre os quatro primeiros do Campeonato Inglês é o máximo que o seu time pode almejar nesta temporada e, para melhorar as chances, o alemão está conversando com um psicólogo, após uma sequência incômoda de empates.

O Manchester United abriu o placar em 11 dos 13 jogos sob o comando do técnico interino, mas terminou apenas seis deles com a vitória. Nos últimos três compromissos, contra Middlesbrough, pela Copa da Inglaterra, Burnley e Southampton, marcou no primeiro tempo e ficou no 1 a 1.

Nos dois jogos pela Premier League, o gol de empate saiu logo no começo do segundo tempo. São pontos importantes deixados pelo caminho na briga pelo G4 – e o Middlesbrough ganhou nos pênaltis para eliminar o United da Copa da Inglaterra na quarta rodada, sua pior campanha desde 2014.

Ciente do impacto que essa falha recorrente pode ter na confiança do jogadores, Rangnick está em contato com o psicólogo Sascha Lense, com quem trabalhou no RB Leipzig. “Quando você está ganhando por 1 a 0 em três jogos seguidos e concede o empate, isso afeta a mentalidade dos jogadores. Eles dizem: ‘Deveríamos estar ganhando por 3 a 0, 4 a 0, e de repente está 1 a 1’. Se nós somos vazados cedo no segundo tempo, isso afeta a confiança dos jogadores”, disse.

“Eles são seres humanos, não robôs. Eu conversei com Sascha e nós falamos regularmente sobre isso. A única coisa que podemos fazer é conversar com os jogadores, um por um, com o grupo e com todo o time”, acrescentou. “A primeira coisa é ser mais eficiente para fazer o segundo e o terceiro gol e matar o jogo. Mas se isso não acontece, manter o plano de jogo, permanecer sólido e continuar taticamente disciplinado. Eu olhei os gols que concedemos nos segundos tempos e foram fáceis demais”.

O Manchester United é o quinto colocado do Campeonato Inglês, com 40 pontos em 24 rodadas. Está longe do líder Manchester City, com 63 em 25 jogos, e pode ser ultrapassado por Arsenal e Tottenham, ambos com apenas 22 partidas. O West Ham é atualmente o quarto colocado, com 41 pontos em 25 compromissos. Os Red Devils enfrentarão o Brighton nesta terça-feira.

“Neste momento, é exatamente o que o Manchester United precisa e quer: terminar em quarto lugar na liga. É o maior feito que podemos conseguir. Na Champions League, avançar não é fácil. Na liga, é o número quatro, é o que queremos e o que estamos buscando”, acrescentou Rangnick, que enfrentará o Atlético de Madrid pelas oitavas de final da Champions League.

Rangnick assumiu o comando no lugar de Ole Gunnar Solskjaer para terminar a temporada. Após a contratação de um técnico permanente, assumirá um papel consultivo e diz que sabe muito bem o que é necessário fazer para a próxima temporada ser melhor. “Agora não é a hora de discutir isso. Meu foco total é no amanhã, tirar o melhor desta temporada e depois será a hora de falar sobre os próximos passos para os próximos anos”, encerrou.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo