EuropaInglaterra

Rangers dá primeiro passo da escalada: é campeão da 4ª divisão

O maior campeão nacional do mundo ampliou a sua marca com um título inédito. O Glasgow Rangers conquistou o título da Thid Division, equivalente à quarta divisão do futebol escocês, com seis rodadas de antecedência. Claro que nenhum torcedor jamais imaginou que o time fosse ter esse título na sua galeria, que é repleta de taças – são 54 títulos nacionais da primeira divisão, 33 Copas da Escócia, 27 Copas da Liga, uma Recopa Europeia e, em 2013, a quarta divisão.  E logo em um momento que se discute uma mudança no futebol escocês, que pode afetar diretamente a equipe que manda seus jogos no estádio Ibrox.

A caminhada do time foi tranquila, mas curiosamente a conquista foi celebrada em um empate por 0 a 0 com o Montrose, neste sábado. Os Gers chegaram a 71 pontos em 31 jogos, uma vantagem monstruoso em relação ao segundo colocado, Queen’s Park, que ficou com 49 com a derrota para o Elgin City em casa. Só o primeiro colocado da quarta divisão garante acesso direto. O segundo, terceiro e quarto colocado jogam um playoff para definir quem sobe.

O Rangers foi rebaixado depois de decretar falência na temporada passada. A regra implacável obrigou o time a jogar a última divisão nacional na Escócia depois de entrar em concordata e ser refundado. As dívidas com a receita federal escocesa foram o gatilho da falência do maior campeão escocês, que agora sobe para a terceira divisão (Second Division) na temporada que vem.

Na Escócia, assim como na Inglaterra, a primeira divisão é separada das demais e chamada de Premier League. As três divisões de baixo são administradas pela chamada Football League. Na Inglaterra, há ainda divisões amadoras e regionais. Na Escócia, são apenas quatro divisões nacionais.

O futebol escocês passa por um processo de mudança. Os dirigentes da Premier League Escocesa querem acabar com a quarta divisão e redividir os times, com 12 na primeira divisão, 12 na segunda e 18 na terceira.

O Rangers não seria beneficiado, porque jogaria a terceira divisão de qualquer forma. O time já se mostrou insatisfeito com a liga e ameaça jogar na Inglaterra – algo que foi dito pelo seu chefe executivo, Charles Green. O dirigente acredita que as ligas com times de mais de um país serão mais comuns na Europa e que a entrada do Rangers e do Celtic nas ligas inglesas seria benéfico. Ainda há muita relutância em aceitar e a liga escocesa não gosta da ideia, porque perderia força. Green diz que o Rangers está disposto a jogar na Inglaterra e começar de baixo, nas Conferências – o que significaria começar, no mínimo, na quinta divisão. Ele acredita que isso irá acontecer em até cinco anos – ou na semana que vem, se os ingleses mudarem de ideia já.

A próxima temporada do futebol escocês começa no dia 3 de agosto. A decisão sobre a mudança na estrutura da liga será tomada no dia 15 de abril. Serão necessários votos a favor de 11 dos 12 clubes escoceses da Premier League para aprovação imediata. Ao que tudo indica, o Rangers estará na terceira divisão e tentará o acesso à segunda.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo