Inglaterra

Quando era treinador do United, Van Gaal queria contratar quase todos os melhores jogadores do mundo

A passagem de Louis van Gaal pelo Manchester United, embora tenha entregado o primeiro título da era pós-Alex Ferguson, foi frustrante pela qualidade do futebol, tido como chato por boa parte da torcida, mas se ele tivesse concretizado a maior parte da sua lista de transferências, seria um time quase impossível de ser batido.

Em entrevista à revista Four Four Two, Van Gaal citou que tentou contratar praticamente todos os melhores jogadores do mundo, inclusive Neymar, porque “quando você está no United, tem que pensar grande”. No fim, os principais nomes que o holandês conseguiu contratar foram Angel Di María, que não se adaptou e foi negociado um ano depois, Bastian Schweinsteiger, que mal jogou, e Anthony Martial, ainda um jovem do Monaco que precisava de desenvolvimento.

É verdade que alguns citados por Van Gaal floresceram depois, mas ainda era uma lista de reforços das mais estrelares. “Eu queria Robert Lewandowski, mas ficou difícil, e eu tentei Gonzalo Higuaín”, afirmou, segundo a VoetbalPrimeur. Van Gaal acabou trazendo Falcao, por empréstimo, após a séria lesão que tirou o colombiano da Copa do Mundo de 2014. Não deu muito certo.

“Eu também falei com a diretoria sobre Neymar. Ele era comercialmente interessante também, por exemplo, na venda de camisas. E eu queria ter pontas rápidos. Por isso, tentei contratar Sadio Mané e Riyad Mahrez. Thomas Müller também estava na minha lista e, para o meio-campo, eu queria N’Golo Kanté. Eu até tentei interceptar James Milner (que saia do Manchester City ao Liverpool). Ele era mais velho, mas era muito polivalente e tinha qualidades de liderança”.

“Na defesa, eu queria Sergio Ramos e Mats Hummels porque nossa defesa não era a mais forte construindo o jogo. Esses eram meus principais alvos, mas não consegui nenhum deles”, afirmou Van Gaal, que não perdeu a chance de dar uma cutucada nos seus antigos empregadores.

“Não sei o motivo, porque, como treinador, eu não estava envolvido nas negociações. Quando eu sai, jogadores como Mahrez e Kanté acabaram no Manchester City e no Chelsea, e o United não conseguiu contratá-los. Eu acho que isso é notável”, completou.

O Manchester United foi o último trabalho da carreira do experiente e vitorioso treinador e, pela lista de compras, ele tentou torná-lo o mais fácil possível.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo