Premier League

Uma era que chega ao fim: Nuno Espírito Santo deixará Wolves ao final da temporada

Técnico português chegou quando o clube ainda estava na segunda divisão e deixará o clube depois de quatro anos de trabalho

O técnico Nuno Espírito Santo deixará o comando do Wolverhampton ao final da atual temporada da Premier League, neste domingo. O técnico português esteve no clube por quatro anos e dirigiu o clube desde a segunda divisão, levando a equipe para a Premier League e emendando boas temporadas.

A saída do técnico é uma surpresa. Ninguém esperava por isso, até porque o treinador deu uma coletiva de imprensa nesta sexta-feira, relativa ao jogo do fim de semana, e não foi nada citado sobre o assunto. Pouco tempo depois, o clube anunciou que o treinador deixaria o cargo.

Segundo informações do site The Athletic, o empresário do treinador, Jorge Mendes, quer explorar novas possibilidades para o seu cliente após o fim desta temporada. O empresário, um dos mais badalados do mundo, é um grande parceiro do Wolvesrhampton para contratação de jogadores desde 2017 e um dos principais responsáveis por tantos jogadores portugueses badalados chegaram ao elenco do time.

É uma má notícia para os torcedores dos Wolves, que tiveram uma boa notícia recentemente: o atacante Raúl Jiménez foi liberado para voltar a jogar a partir da próxima temporada, se tudo der certo. Nuno foi um dos personagens do futebol que criticou a malfadada ideia da Superliga.

Nuno chegou aos Wolves em 2017 com um projeto ambicioso no clube, em contrato com três temporadas. Naquela primeira temporada, o time subiu de forma tranquila da Championship para a Premier League, como campeão e um orçamento alto, com contratações de alto nível, como Rúben Neves, por exemplo. Nas duas temporadas na primeira divisão, colocou o clube em sétimo lugar, uma excelente posição para quem veio da segunda divisão.

Na temporada passada, o Wolverhampton chegou às quartas de final da Liga Europa, melhor campanha europeia da história do time. Nuno terminará a sua trajetória nos Wolves no domingo, na última rodada da Premier League, em jogo contra o Manchester United no Estádio Molineaux. Cerca de 4.500 torcedores serão autorizados a estarem no jogo.

Nuno Espírito Santo, técnico dos Wolves (Imago / OneFootball)

“Desde o primeiro dia que cheguei em Compton [centro de treinamento do clube], nossa ambição era ter uma mudança positiva e levar este clube adiante e estou orgulhoso em dizer que nós fizemos isso em cada um dos dias. Nós atingimos nossos objetivos, fizemos isso com paixão e fizemos isso juntos”, disse Nuno.

“Primeiramente, eu quero agradecer aos torcedores, que tiveram todos um papel importante em nos ajudar a chegar a novas alturas pelos Wolves, e as pessoas da cidade, que nos abraçaram e nos fizeram nos sentirmos em casa”, continuou o treinador. “Eu, é claro, quero agradecer a todos os funcionários nos Wolves pelo seu apoio e todo seu comprometimento, diariamente”.

“Mais importante ainda, eu quero agradecer a cada um dos jogadores com quem trabalhamos desde o dia que começamos, por sua lealdade, sua dedicação, seu trabalho duro e seu talento. Eles são os que tornaram essa incrível jornada possível para nós. Domingo será um dia muito emocionante, mas eu estou feliz que os torcedores estarão de volta no Molineaux e nós podemos compartilhar um último momento especial juntos, como uma matilha”, afirmou ainda o técnico.

“Nuno nos trouxe alguns momentos incrivelmente especiais nos Wolves que nós nunca iremos esquecer, mas todo capítulo tem o seu fim. Sua lealdade e dedicação ao longo dos últimos quatro anos foram imensuráveis e não podemos agradecer o bastante a ele pelo progresso que ele fez nos Wolves”, disse Jeff Shi, presidente do clube.

“O domingo já seria um dia muito especial, dar as boas-vindas aos torcedores de volta pela primeira vez em mais de um ano. Será também um adeus adequado para alguém que será lembrado para sempre como uma parte importante da história dos Wolves”.

Com a saída de Nuno, o Wolves está em uma situação complicada. Nuno foi muito elogiada pelos jogadores pelos seus métodos de trabalho. A forma como foi acertada a saída do treinador do clube pode indicar também que Jorge Mendes pode ter um papel menor no mercado do clube na próxima temporada. Se é que terá algum papel.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo