Premier League

Sterling fez logo três gols para conduzir o Manchester City a uma goleada sobre o Norwich

Manchester City consegue mais uma grande atuação, goleia o Norwich e conta com um Sterling que fez uma tripleta para sair como destaque da partida

O Manchester City segue empilhando boas atuações e neste sábado não deu chance ao Norwich, que luta contra o rebaixamento. Com uma grande atuação de Raheem Sterling, autor de três gols, venceu por 4 a 0 e segue firme e forte à espera do título da Premier League, que lidera com 12 pontos de vantagem no momento – o que pode ser reduzido com os dois jogos a menos que o Liverpool tem no momento, mas ainda bastante distante.

VEJA TAMBÉM: Frustração é a palavra do momento em Old Trafford com o empate do United contra o Southampton

Houve uma disputa pelos primeiros 30 minutos de jogo, quando o placar estava em 0 a 0. A partir do momento que Sterling abriu o placar. Porque até ali, o Manchester City era melhor, tinha chutado uma bola na trave com Bernardo Silva e uma cabeçada de Ilkay Gündogan. Ederson ainda fez uma grande defesa em cabeçada de Ben Gibson, impedindo que os Canários abrissem o placar.

O próprio Sterling teve uma chance aos 24 minutos, mas o goleiro Angus Gunn defendeu. Aos 30, porém, não teve mais jeito: Sterling recebeu na esquerda, puxou para o meio e bateu colocado, bonito. Belo gol e 1 a 0 no placar, desta vez sem chance para o goleiro.

Dali em diante, era difícil imaginar um milagre. Porque seria isso, um milagre, que o Norwich precisaria. O City não costuma desperdiçar pontos, raramente empata jogos e costuma seguir firme para construir o resultado sem sustos.

O segundo gol veio aos dois minutos da etapa final com Phil Foden. Em um lance na linha de fundo, ele finalizou duas vezes e na segunda o defensor tentou tirar, mas a bola estava dentro, conforme informou a tecnologia na linha do gol ao árbitro.

Os 2 a 0 já estavam no placar, mas o City seguia no ataque. Aos 24 minutos, depois de cruzamento de Foden, Stones desviou de cabeça para Sterling, na segunda trave, tocar de cabeça e marcar 3 a 0. Com 43 minutos, veio um pênalti que Sterling cobrou, o goleiro defendeu, mas a bola sobrou para ele mesmo empurrar para o gol vazio: 4 a 0.

O Manchester City parece um time difícil de ser alcançado e será preciso algo fora do comum para conseguir reverter o título da equipe de Pep Guardiola. A Premier League está encomendada pelo City. Resta saber quando virá.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo