Premier League

Southampton aguenta a pressão e impõe a terceira derrota seguida do Arsenal

Saints aproveitaram a chance que tiveram no St. Mary’s e seguraram o Arsenal até o final para saírem com a vitória, o que complica a vida do time de Arteta

O Southampton segurou a pressão e saiu de campo com uma vitória por 1 a 0 sobre o Arsenal em casa, no Estádio St. Mary’s. O resultado significa a terceira derrota seguida do Arsenal de Mikel Arteta na Premier League, o que complica a briga pela quarta posição, muito acirrada com Tottenham e Manchester United.

Jan Bednarek marcou o único gol do jogo ainda no primeiro tempo, aos 44 minutos. Depois de um escanteio, o Southampton aproveitou a bola e um chutão virou passe para Mohamed Elyounoussi, que cruzou da esquerda para o meio e achou Bednarek. O polonês encheu o pé e marcou 1 a 0.

Bukayo Saka teve uma boa chance dentro da área, mas o gol foi impedido por grande defesa do goleiro Fraser Forster, ainda antes dos mandantes abrirem o placar. Só que o Arsenal percebeu que seria difícil criar novas chances. Emile Smith Rowe foi outro a forçar o goleiro Forster a fazer uma boa defesa. Martin Odegaard também levou perigo com um chute de longe, mas a bola foi para fora.

Forster, um dos melhores em campo, ainda impediu o gol de empate com uma defesa no chute de Granit Xhaka, já no final do jogo, quando o Arsenal se jogava ao ataque tentando o gol de forma desesperada. Não foi o suficiente.

O Arsenal está a três pontos do Tottenham, com um jogo a menos. Para sorte dos Gunners, o Tottenham perdeu para o Brighton nesta rodada. O Manchester United, porém, venceu e superou a equipe de Arteta na tabela, assumindo o quinto lugar.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo