Premier League

Só Cristiano salva: atuação irregular do Manchester United contra o Norwich é salva com três gols de Ronaldo

Em um jogo que abriu 2 a 0 e tomou o empate, Cristiano Ronaldo fez tudo em campo, marcou três vezes e deu a vitória ao Manchester United

O Manchester United contou com mais uma atuação decisiva de Cristiano Ronaldo para vencer o Norwich por 3 a 2, neste sábado, pela Premier League. O time chegou a abrir 2 a 0, mas tomou o empate do lanterna e viu o jogo ficar perigoso. Foi preciso que o seu craque marcasse mais uma vez e salvasse a equipe comandada por Ralf Rangnick de perder pontos em casa contra o pior time da liga.

A atuação do time foi muito irregular, algo que ironicamente é muito constante no Manchester United. Desta vez, porém, tudo parecia que seria mais tranquilo. Logo a sete minutos, a zaga do Norwich falou, Anthony Elanga fez a jogada pela direita e só rolou para o meio onde estava Cristiano Ronaldo. Com tempo e espaço, ele não perde: 1 a 0 para os Red Devils em Old Trafford.

O segundo gol saiu ainda no primeiro tempo. Alex Telles cobrou escanteio do lado direito e Cristiano Ronaldo se movimentou perfeitamente para tocar de cabeça e marcar 2 a 0, aos 32 minutos.

Só que antes do apito para o intervalo, veio um gol para as Canários. Kieram Dowell, depois de receber de Teemu Pukki, tocou de cabeça para reduzir o placar para 2 a 1, aos 45 minutos. Este foi o placar do intervalo.

E como o Manchester United gosta de se complicar, já fez isso logo a seis minutos do segundo tempo. Desta vez, o assistente e autor do gol se inverteram: foi Dowell que achou Pukki, com liberdade, e o finlandês entrou na área e tocou no canto para empatar: 2 a 2. Como diria o saudoso Clodovil, esta festa virou um enterro. O Old Trafford já ouvia os sussurros de desconfiança.

Só que o Manchester United tem Cristiano Ronaldo e ele foi mais uma vez ao resgate do time. Eram 30 minutos quando os Red Devils tiveram uma falta na entrada da área. O português não é exatamente um especialista nesse tipo de lance, apesar de cobrar muitas delas. Eventualmente, ele marca. E foi o que aconteceu. Desta vez, não batendo colocando, mas enchendo o pé com muita pressão e tirando completamente do alcance do goleiro Tim Krul: 3 a 2 para os mandantes.

O hat-trick de Cristiano Ronaldo foi o que o Manchester United precisava para sair com uma vitória, ainda que muito sofrida. O time finaliza muito, é verdade, chutou 20 vezes a gol, acertou nove vezes, mas a verdade que os números não contam é que o time criou poucas chances. Foi preciso arrancar os gols na marra. O Norwich foi perigoso, criou chances e não por acaso empatou o jogo, porque o United oferece muitas chances ao adversário.

Ainda que Cristiano Ronaldo seja um craque, siga marcando gols em profusão e tenha uma capacidade de decisão alta, o Manchester United anda na corda bamba com esse tipo de atuação. Desta vez, saiu com os três pontos e foi crucial, porque além do Tottenham ter perdido, o Arsenal também perdeu. Agora, a diferença do United, quinto colocado, para o Tottenham, quarto, é de apenas três pontos. O Arsenal tem a mesma pontuação do United, mas com um jogo a menos.

Foto de Felipe Lobo

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!). Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009, onde ficou até 2023.
Botão Voltar ao topo