Premier League

Mourinho está mais pressionado do que nunca, mas não liga: “É como oxigênio”

Em dezembro de 2020, o Tottenham liderava a Premier League e colocava aquele um pouco de esperança no coração dos torcedores. Só que isso acabou. O time perdeu cinco jogos nas últimas seis partidas. José Mourinho vive uma pressão grande e já se fala até de uma possibilidade de demissão do português. O comandante, porém, não parece estar preocupado. Ao menos nas palavras. Em coletiva nesta sexta-feira, o técnico afirmou que estar sob pressão é como oxigênio para ele.

“O problema é quando você não tem pressão”, disse o técnico. “Tive problemas quando estava em casa e não tive pressão durante alguns meses. Esse é o problema. É como oxigênio, é a nossa vida, eu não acho que há um técnico no mundo sem objetivos e sem qualquer tipo de pressão. Você apenas se acostuma com isso e também se acostuma com o modo como a imprensa é o tempo todo. Você tem apenas que se adaptar a isso”.

LEIA MAIS:
Estes são os duelos das oitavas de final da Liga Europa
Dele Alli aproveita jogo protocolar com o Wolfsberger para brilhar com assistências e golaço de bicicleta
Tottenham não pensa em manter Bale, e galês pode se tornar problema para o Real Madrid por causa do Brexit

A campanha com o Tottenham é a pior na sua carreira de treinador, contando desde o Porto, passando por Chelsea, Internazionale, Real Madrid e Manchester United. Apesar disso, o treinador afirmou que acredita que será lembrado pelas razões certas no clube, apesar da queda de rendimento.

Atualmente o Tottenham é só o nono colocado na Premier League. São nove pontos de diferença para o atual quarto colocado, West Ham, posição que confere uma vaga na Champions League. Na temporada passada, o clube já não conseguiu se classificar à principal competição do continente. Corre sério risco de repetir esse resultado. As vitórias sobre o Wolfsberger na Liga Europa até aliviaram, mas na Premier League o time segue em péssima fase. O jogo contra o Burnley, no próximo domingo, será uma chance de melhorar a situação.

Há uma expectativa que o Tottenham possa salvar a temporada pelas Copas. Os Spurs buscam um título que não vem desde 2008, quando conquistou a Copa da Liga com o técnico Juande Ramos. Os 12 anos sem qualquer taça pesam e foi um dos motivos mais importantes para a contratação de Mourinho, quando o time também caía pelas tabelas com Mauricio Pochettino, em 2019.

O Tottenham está vivo na Liga Europa, onde enfrentará o Dinamo Zagreb, e ainda enfrenta o Manchester City de Pep Guardiola pela final da Copa da liga, em abril. A Liga Europa é um desafio muito viável para o clube de Mourinho, que conquistou o título em 2017, pelo Manchester United – outro que está na disputa. A Copa da Liga é em um jogo único, o que torna tudo possível. O problema é que o Manchester City é, claramente, o melhor time da Inglaterra na temporada. Vencê-los é uma missão para lá de complicada.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.