Liga Europa

Dele Alli aproveita jogo protocolar com o Wolfsberger para brilhar com assistências e golaço de bicicleta

Se na Premier League o Tottenham vive um péssimo momento, com cinco derrotas nas últimas seis partidas, na Liga Europa os Spurs se deram bem no chaveamento e tiveram pela frente o Wolfsberger, da Áustria, como adversário nos 16 avos de final. Depois de vencer por 4 a 1 na ida, fora de casa, a equipe de José Mourinho fez um jogo de volta protocolar, e quem tirou proveito da situação foi Dele Alli. Bastante em baixa sob o comando do português, o meia teve um raro dia de protagonismo, construindo quase toda a vitória por 4 a 0 do time da casa.

Titular em apenas uma partida do Tottenham na Premier League nesta temporada, somando apenas pouco mais de 100 minutos em campo na competição, Dele Alli caiu muito na ordem de preferência de Mourinho e, quando esteve no gramado, não impressionou. Nesta quarta-feira (24), teve um dia de exceção e não demorou muito para deixar sua marca.

Aos dez minutos de jogo, após cruzamento de Doherty, Alli dominou de costas para o gol, deixou a pingar e acertou uma bonita bicicleta para abrir o placar no Tottenham Hotspur Stadium. Dominante no duelo, mas sem forçar tanto no primeiro tempo, o time de Mourinho foi criar outra grande chance só aos 44 minutos. Carlos Vinícius recebeu de Lamela dentro da área, cara a cara com o goleiro Manuel Kuttin, e poderia ter passado para um companheiro em melhor posição. Em vez disso, driblou Kuttin com categoria, mas bateu fraco e possibilitou a recuperação de carrinho de Henriksson, evitando que a bola entrasse.

Na segunda etapa, o Tottenham ampliou logo aos cinco minutos. Desta vez garçom, Alli acertou um bonito cruzamento às costas da zaga para cabeçada de Carlos Vinícius, que mirou o chão e matou o goleiro.

Nos minutos seguintes ao segundo tento dos Spurs, o Wolfsberger apresentou uma pequena reação, passando a chegar no ataque, mas sem verdadeiramente assustar Joe Hart. Com a classificação mais do que garantida, Mourinho começou a mexer na equipe e conseguiu ampliar a vantagem. Aos 24 minutos, Gareth Bale entrou no lugar de Lamela. Quatro minutos mais tarde, recebeu belo passe em diagonal de Alli, de novo ele, e bateu de primeira, acertando o ângulo direito superior de Kuttin para fazer 3 a 0.

Por fim, Dane Scarlett, garoto de apenas 16 anos que havia entrado aos 36 minutos da etapa final, pressionou a saída de bola do Wolfsberger, tomou a posse dentro da área e tocou para Carlos Vinícius, que bateu de primeira para dar números finais ao jogo aos 38 minutos do segundo tempo.

O 4 a 0 tranquilo sobre o Wolfsberger, por mais que já fosse esperado, é um alívio bem-vindo a um time bastante pressionado e em queda livre, e Dele Alli, com duas assistências, um gol e uma partida de bastante aplicação, precisava de uma atuação de protagonismo como essa para tentar dar uma alavancada em sua fraca temporada, de apenas dois gols e duas assistências até antes do duelo desta quarta-feira.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo