Premier League

Ivan Toney está longe do futebol, suspenso por apostas: o que ele anda fazendo neste tempo?

Artilheiro do Brentford nas últimas três temporadas, Ivan Toney está suspenso desde maio por quebrar as regras sobre apostas e retornará aos gramados em janeiro

Com 68 gols e 21 assistências em 124 partidas, Ivan Toney foi o a goleador e grande nome do Brentford nas últimas três temporadas. Na de 2020/21, foi o artilheiro da Championship com 31 bolas na rede e fundamental na campanha que garantiu o retorno das Abelhas à elite do futebol inglês depois de 74 anos. Depois de sua primeira experiência como titular na Premier League, se tornou destaque na edição passada ao marcar 20 vezes na liga nacional mais badala do mundo, ficando atrás apenas de Erling Haaland (36) e Harry Kane (30) na artilharia.

A pilha de gols junto com as boas atuações não apenas fizeram com que o Brentford brigasse por uma vaga em competições europeias (ficou a dois pontos de ir aos playoffs da Conference League) como também garantiram ao atacante suas primeiras convocações para defender a Inglaterra. Depois de ficar no banco contra a Alemanha pela Nations League em setembro de 2022, fez sua estreia pela seleção em março deste ano ao entrar no segundo tempo da vitória por 2 a 0 sobre a Ucrânia, pelas Eliminatórias para Eurocopa 2024.

Toney estava cada vez mais em evidência e era especulado em Arsenal e Chelsea, mas a melhor fase de sua carreira foi interrompida no meio de maio por uma suspensão de oito meses da Football Association por 232 quebras de regras na legislação esportiva da entidade em relação a apostas. Inicialmente, a pena seria de 15 meses, mas foi reduzida para 11 quando ele assumiu 232 das 262 violações nas regras de que era acusado e para oito após um psiquiatra o diagnosticar como viciado em apostas.

O jogador de 27 anos está na reta final da suspensão, tendo sua volta aos treinos no clube com os demais companheiros autorizada em setembro. Liberado para atuar novamente pelo Brentford a partir do dia 17 de janeiro, algumas dúvidas importantes sobre Ivan Toney ainda pairam no ar: o que ele tem feito durante todo esse tempo parado e em que nível ele estará em pouco mais de dois meses?

O que Toney tem feito?

Segundo o The Athletic, Toney acompanhou as rodadas finais da Premier League passada das arquibancadas. No último jogo da temporada, ele prestigiou a vitória do Brentford por 1 a 0 sobre o campeão Manchester City no Gtech Community Stadium e recebeu no gramado o apoio do técnico Thomas Frank, que disse que o camisa 17 “voltará ainda mais forte”.

Já durante as férias no verão europeu, o foco de Toney foi recarregar a mente. Sempre próximo de familiares e amigos, ele viajou para Mykonos (Grécia) e Ibiza (Espanha), certamente para aproveitar praias turísticas durante a época de muito calor, e ainda conseguiu visitar Marrocos, os Emirados Árabes Unidos e os Estados Unidos. De volta ao Reino Unido, esteve junto Ethan Pinnock, Vitaly Janelt, Mads Roerslev e Rico Henry, além de Thomas Frank e do diretor de futebol Phil Giles, no Grande Prêmio de Fórmula 1 da Grã-Bretanha em Silverstone, em julho.

No dia 18 de setembro, o atacante voltou aos treinos da equipe principal do Brentford. Em sua semana de retorno após quatro meses sem utilizar as instalações do clube, ele teve duas reuniões individuais com Thomas Frank para discutir a melhor forma de retomar a forma física ideal. O jogador e a comissão técnica acabaram formulando um plano minucioso de 16 semanas para que ele esteja pronto em janeiro.

Ao menos por enquanto, o plano parece estar funcionando. No dia 3 de janeiro, Toney foi titular no amistoso da equipe B das Abelhas diante do Como, da segunda divisão italiana. Aos 15 minutos do segundo tempo, quando o time da Lombardia vencia por 1 a 0, o camisa 17 aproveitou o lançamento Onyeka e driblou o goleiro adversário fora da área com um bonito toque com a parte de fora do pé antes de invadir a área e completar para rede vazia com um chute de esquerda.

O jogo terminou empatado em 2 a 2, com Toney substituído pouco depois do gol. A equipe B do Brentford realizou mais três amistosos após enfrentar o Como, mas o artilheiro do clube nas últimas três temporadas só participou do empate em 2 a 2 com o sub-21 do Monaco, no dia 25 de outubro. Ele foi titular mais uma vez, mas passou em branco.

O futuro de Toney

Por mais que não tenha feito tanta falta até para o Brentford, que atualmente ocupa a nona posição na tabela da Premier League, Ivan Toney deverá ser importante assim que possa atuar em partidas oficiais novamente. Isso porque Yoane Wissa, do RD Congo, e Bryan Mbeumo, camaronês artilheiro do time com seis gols na temporada, estarão com suas seleções durante a Copa Africana de Nações. O torneio será realizado entre 13 de janeiro e 11 de fevereiro.

Por isso, junto do fato de que não disputa um jogo oficial desde maio, Toney não deverá ser negociado durante a janela de transferências de inverno. Com a Eurocopa de aproximando, readquirir ritmo em uma equipe que você já conhece e tem o apoio do treinador também é um bom caminho para o centroavante voltar ao radar da seleção inglesa.

Na última sexta-feira (3), em entrevista coletiva na véspera da vitória das Abelhas por 3 a 2 sobre o West Ham, o técnico Thomas Frank disse que deseja que Toney “jogue para sempre” no clube e rasgou elogios ao jogador, ressaltando que quer sua permanência.

— Eu quero que ele fique. Ivan (Toney) está feliz em ficar, ele é feliz no clube. O que acontecer no futuro é impossível de adivinhar. Ele é um grande jogador, um dos nossos mais importantes se não tiver sido o mais importante ano passado. Qualquer jogador que consiga marcar 20 ou mais gols na Premier League é muito, muito importante. A habilidade do Ivan em finalizar com a esquerda e direita, em cabecear, sua compostura nesses momentos, seu jogo de ligação, sua presença e caráter formam um pacote muito bom. Não cabe a mim colocar um preço nele, cabe ao clube. Mas estou feliz com ele, espero que ele jogue aqui para sempre e eu seja o técnico — destacou.

Antes da suspensão por oito meses, Toney foi especulado em grandes equipes da Inglaterra, como Arsenal e Chelsea. Por mais que seja improvável uma transferência em janeiro, o atacante pode voltar a ser alvo da dupla de Londres caso retorne em bom nível. Seu atual contrato é válido até o fim de junho de 2025, e o Brentford pode acabar aceitando ofertas na janela de transferências de verão para não perder seu goleador de graça ao fim da próxima temporada.

Foto de Felipe Novis

Felipe Novis

Felipe Novis nasceu em São Paulo (SP) e cursa jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Antes de escrever para a Trivela, passou pela Gazeta Esportiva.
Botão Voltar ao topo