Premier League

Everton ganha nova punição de pontos na Premier League por dívida milionária

Clube inglês registrou prejuízo de quase R$ 567 milhões de reais na temporada 2022/2023

O Everton foi novamente punido pela comissão independente que investiga os casos de quebra das regras de rentabilidade e sustentabilidade (PSRs) na Premier League. Com isso, a equipe de Liverpool perdeu mais dois pontos na tabela de classificação da competição, caindo para a 16ª colocação com 25, ficando a dois pontos de distância para o Luton Town, primeiro time dentro da zona de rebaixamento da competição. A punição foi confirmada na manhã desta segunda-feira (8).

Segundo o comunicado da Premier League, o Everton violou as regras financeiras da liga durante a temporada 2022/2023, quando registrou um prejuízo de 89,1 milhões de libras, quase R$ 567 milhões de reais. Além disso, a comissão ouviu representantes do clube em audiência no mês de março, que tentaram justificar outra violação cometida no valor de 16,6 milhões de libras (quase R$ 106 milhões de libras). A sucessão da quebra das regras financeiras na temporada passada culminou em nova punição esportiva.

Vale lembrar que em novembro o Everton foi punido com a perda de dez pontos por conta de violações contra as regras de rentabilidade de sustentabilidade da Premier League durante o período de três anos, que terminou em 2021/2022. Contudo, o clube recorreu da decisão e diminuiu a pena para seis. 

Por que o Everton recebeu nova punição na Premier League?

  • A comissão independente, que investiga os casos de violação das regras de rentabilidade e sustentabilidade na Premier League, identificou novas infrações do Everton na temporada 2022/2023 e o puniu com a perda de mais dois pontos;
  • As violações estão relacionadas ao prejuízo de 89,1 milhões de libras (quase R$ 567 milhões de reais) e mais uma infração na casa dos 16,1 milhões de libras (R$ 106 milhões de reais aproximadamente) registrados na última temporada;
  • Vale lembrar que em novembro de 2023, o Everton foi punido com a perda de dez pontos, por violações cometidas em período de três anos até 2021/2022. O clube recorreu da primeira decisão e baixou a quantidade de pontos perdidos para seis;
  • Com a perda de mais dois pontos, o Everton caiu para a 16ª colocação na Premier League e está a dois pontos de distância para a zona de rebaixamento.

Everton vai recorrer de segunda punição

Em comunicado publicado em suas redes sociais nesta segunda-feira (8), o Everton informou que vai recorrer da decisão relacionada a perda de mais dois pontos na Premier League. Segundo a nota, o clube entende que, após a primeira punição imposta em novembro de 2023, não era mais necessária nenhuma outra dedução de pontos.

O documento ainda afirma que o Everton está colaborando com todas as investigações da comissão independente da Premier League, mas demonstrou preocupação com inconsistência apresentada no que diz respeito a quantidade de pontos retirados da equipe.

“Em janeiro de 2024, o Everton foi acusado pela Premier League por violar os limites de rentabilidade e sustentabilidade permitidos para o período de avaliação que termina em 2022/23.

O assunto foi encaminhado para uma comissão da Premier League, que anunciou hoje que o Everton receberá uma dedução imediata de dois pontos. Embora a posição do clube tenha sido de que nenhuma outra sanção era apropriada, o clube está satisfeito em ver que a comissão deu crédito à maioria das questões levantadas pelo clube, incluindo o conceito de dupla punição, as circunstâncias atenuantes significativas que o clube enfrenta devido à guerra na Ucrânia e o alto nível de cooperação e admissão antecipada da violação do clube.

O Everton continua empenhado em trabalhar em colaboração com a Liga em todos os assuntos relacionados com o PSR, mas está extremamente preocupado com a inconsistência das diferentes comissões no que diz respeito às deduções de pontos aplicadas.

O clube gostaria de deixar registrado seu agradecimento ao Conselho Consultivo de Torcedores e outros grupos de torcedores por suas contribuições durante este processo, e a todos os evertonianos por sua paciência contínua e apoio inabalável.

O clube e seus representantes legais iniciaram os preparativos para recorrer da decisão da comissão”, diz o clube em nota.

Os motivos do acúmulo de dívidas no Everton

A crescente dívida do Everton, que já ultrapassa a casa dos 330,6 milhões de libras (mais de dois bilhões de reais), se formou, segundo a diretoria, durante a construção do novo estádio Bramley-Moore Dock, que está programado para ser inaugurado em 2025.

As punições sofridas pelo Everton foram motivos de críticas da diretoria do clube à Premier League, que afirmou em comunicado que a organização da elite do futebol inglês não possui diretrizes que protejam seus times de penalidades como esta.

— O clube deve agora defender outra queixa da Premier League que inclui os mesmos períodos financeiros pelos quais já foi sancionado, antes mesmo de esse recurso ter sido julgado. Consideramos que isso resulta de uma clara deficiência nas regras da Premier League — afirmou o Everton em nota contra a Premier League.

O que são as regras de sustentabilidade e rentabilidade (PSRs)

Anualmente, os clubes da Premier League passam por avaliações a fim de garantir o cumprimento dos regulamentos de lucratividade e sustentabilidade da liga. Tal análise é baseada no balanço financeiro do clube, agregando lucros e ajustando impostos durante o período do processo. Cada equipe pode registrar prejuízo de até 105 milhões de libras em três anos.

Contudo, as perdas do Everton somaram 370 milhões de libras entre 2018 e 2021, sendo 260 milhões nas duas temporadas impactadas pela Covid-19 (2019/2020, 2020/2021).

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo