Premier League

Edu fala sobre Arsenal e carreira de diretor e dá provas que, no futebol, acreditar rende bons frutos

Eleito melhor diretor do futebol europeu, Edu Gaspar destaca parceria com Arteta e evolução do Arsenal desde sua chegada ao clube

Edu Gaspar foi eleito o melhor diretor do futebol europeu, no evento do Golden Boy, premiação organizada desde 2003 pelo renomado jornal italiano “Tuttosport”. O diretor esportivo do Arsenal, que acumula passagens por Corinthians e Seleção Brasileira, pode ser considerado um dos principais responsáveis pelo sucesso dos Gunners em campo. Na temporada passada, o time londrino esteve muito perto de vencer a Premier League, mas acabou superado pelo Manchester City na reta final.

Para surpresa de muitos, o vice-campeonato não abalou o Arsenal. Capitaneado por Edu Gaspar e Mikel Arteta, o clube seguiu acreditando no projeto. Resultado disso? Torcida feliz, confiante e time na liderança da atual edição da Premier League. Em entrevista ao jornal espanhol “Marca”, o dirigente falou sobre a parceria de sucesso com o técnico espanhol e rasgou elogios ao caráter e trabalho do amigo.

– Posso dizer que criamos algo especial, eu diria bastante. Começamos como dois conhecidos, dois ex-jogadores de futebol que queriam fazer coisas no mundo do futebol. Começamos a trabalhar, com respeito, juntos, cada um dentro da sua área e com uma dinâmica específica, e agora posso dizer que estamos numa dinâmica espetacular. Trabalhar com Mikel foi um prazer. Ele é um ótimo profissional e também uma ótima pessoa. Quando esses dois fatores se juntam, tudo fica muito mais fácil e simples -, disse Edu Gaspar, antes de concluir sobre Arteta:

– Tenho muita sorte de estar no Arsenal e de trabalhar com Mikel. Discutimos coisas, conversamos sobre tudo do clube e posso dizer que estamos nos divertindo muito juntos.

Edu se declara ao Arsenal e fala em orgulho

Antes de se tornar dirigente, Edu Gaspar foi jogador de futebol e defendeu o Arsenal durante cinco temporadas. Pelos Gunners, o então volante conquistou a Premier League duas vezes e a Copa da Inglaterra em quatro oportunidades, além da admiração e reconhecimento da torcida.

Anos se passaram e o brasileiro retornou à instituição, dessa vez com um outro papel, bem diferente de marcar adversários e proteger o meio-campo de seu time. Edu Gaspar assumiu a coordenação técnica do Arsenal em julho de 2019 e foi promovido a diretor esportivo do clube no final de 2022. Gratidão e orgulho é a palavra que define o sentimento de Edu pela equipe londrina.

– Para mim foi uma alegria vir como diretor esportivo para o Arsenal e poder representar este clube maravilhoso. É um orgulho porque saí de campo e fui direto para o outro lado. Receber esse reconhecimento pelo trabalho que estamos fazendo é um privilégio.

Liderança é ótimo presságio, mas Edu Gaspar quer pés no chão

Na 12ª rodada da Premier League, o Arsenal bateu o Brentford fora de casa, contou com tropeços de concorrentes diretos e assumiu a liderança, mantida após a equipe de Arteta derrotar o Wolverhampton no último sábado (2). Perguntado sobre o atual momento dos Gunners, Edu Gaspar admitiu estar feliz com o sucesso do time dentro de campo, mas pontuou que o campeonato é longo e que para vencer o troféu, o time deve manter a consistência.

– Somos líderes, felizes e com boas atuações. Ainda nem chegamos na metade da temporada e temos um longo caminho a percorrer. É uma competição muito dura, por isso temos que ser consistentes e continuar como estamos e terminar a temporada muito bem.

O segredo para o crescimento de Martin Ødegaard

Martin Ødegaard chegou ao Arsenal em janeiro de 2021, por empréstimo junto ao Real Madrid. Após temporada satisfatória na Inglaterra, os Gunners decidiram adquirir o jogador norueguês em definitivo. Decisão mais que acertada. Hoje o meio-campista de 24 anos é um dos líderes e principais destaques do time de Arteta. Edu Gaspar destacou a evolução do jovem e a estratégia do clube londrino em confiar no potencial do garoto.

– Existem jogadores que trabalham bem de um lado e mal de outro. Depende dos bons momentos, das oportunidades… a nossa estratégia é e foi contratar jogadores jovens, e ele se encaixou. Veio emprestado e decidimos comprá-lo. Temos acompanhado Martin há muitos anos e talvez tenhamos tido a paciência que outros não têm. Agora ele é um dos nossos capitães, está se divertindo e é um dos rostos reconhecíveis da nossa equipe.

Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo