Premier League

Cole Palmer, sempre ele, chamou a responsabilidade e liderou o Chelsea na vitória contra o lanterna Sheffield

Com gol e assistência do meia inglês, Chelsea faz o dever de casa e bate o Sheffield por 2 a 0 em Stamford Bridge

O Chelsea vinha de duas derrotas consecutivas na Premier League, ambas fora de casa contra Manchester United e Everton. Por isso, precisava dar uma resposta ao seu torcedor. Conseguiu. Teve de suar, mas conseguiu. Neste sábado (16), os Blues receberam o lanterna Sheffield United em Stamford Bridge e venceram por 2 a 0. Cole Palmer e Nicolas Jackson, ambos no segundo tempo, marcaram os gols do triunfo londrino.

Com a vitória, o Chelsea foi a 22 pontos e ganhou posições na tabela de classificação. Os Blues ultrapassaram Fulham, que perdeu para o Newcastle, e Brentford (ainda joga na rodada) e assumiram o 10º lugar. Em contrapartida, o Sheffield estacionou nos oito pontos e na última colocação.

O primeiro tempo serviu para escancarar (mais uma vez) a dificuldade do Chelsea contra defesas fechadas

Apesar dos resultados recentes e da temporada para lá de irregular do Chelsea, a atmosfera em Stamford Bridge era favorável. Os torcedores foram ao estádio confiantes na vitória, esperando uma equipe agressiva, que atacasse o adversário e buscasse o gol a todo instante. Afinal, se tratava do lanterna da competição. E os Blues até começaram bem, pressionaram o Sheffield e incomodaram a saída de bola do rival. No entanto, faltou objetividade.

Somente aos 14′, a equipe de Mauricio Pochettino finalizou pela primeira vez. O Sheffield saiu jogando errado e Gallagher retomou a posse. O camisa 23 avançou pelo campo de ataque e resolveu experimentar arremate de longa distância. Bem colocado, Foderingham encaixou sem sustos. Na mesma moeda, o Sheffield respondeu pouco tempo depois. Archer bateu colocado de fora da área e por muito pouco não abriu o placar. A bola passou rente à trave de Petrović.

A tônica do primeiro tempo seguiu a mesma. Chelsea com mais de 80% de posse de bola, controlando as ações em campo, mas pecando no último passe, sobretudo na linha de impedimento – foram quatro na etapa inicial. Os Blues encontraram muita dificuldade para furar o bloqueio defensivo do Sheffield e sequer incomodaram Foderingham durante os 45′ iniciais. A equipe visitante, por sua vez, soube frear o ímpeto ofensivo dos donos da casa e não sofreu sustos.

Com gol e assistência, Palmer decide a parada em Stamford Bridge

Na volta do intervalo, o Chelsea continuou presente no campo de ataque, buscando brechas na defesa do Sheffield. Aos 3′, Palmer foi acionado no lado direito, invadiu a área e deixou Max Lowe no chão com um drible desconcertante. No momento da finalização, contudo, acabou travado. O camisa 20 não desanimou, mostrou que estava a fim de jogo e continuou tentando. Acabou recompensado por isso. Com 8′ no relógio, os Blues enfim balançaram as redes. Sterling fez bonita jogada individual, atraiu a atenção dos defensores e cruzou na direção de Palmer, que atacou de centroavante, empurrou para a meta e abriu o placar: 1 a 0.

O gol de Palmer animou o Chelsea, que chegou ao segundo logo depois. Em jogada confusa, recheada de trapalhadas da defesa do Sheffield, a bola ficou oferecida a Palmer, que não perdoou. Já na área adversária, o meio-campista inglês levantou a cabeça, enxergou bem Nicolas Jackson e rolou para o atacante senegalês no segundo pau. Livre, o camisa 15 só teve o trabalho de empurrar e aumentar a contagem em Stamford Bridge: 2 a 0.

Aos 24′, o Sheffield obrigou Petrović a trabalhar pela primeira vez na partida. Em cobrança de falta de Gustavo Hamer, sérvio voou no cantinho e espalmou para escanteio. Já na reta final, em mais uma jogada pela direita, Palmer ficou perto de sua segunda assistência na partida. O inglês deixou Armando Broja na boa para marcar, mas o atacante albanês, que havia acabada de entrar, chutou torto e perdeu grande oportunidade sem goleiro.

Estatísticas de Chelsea 2 x 0 Sheffield United – Premier League 2023/24

  • Posse de bola: 79% x 21%
  • Faltas: 8 x 14
  • Chutes: 15 x 6
  • Chutes no gol: 6 x 1
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo