Premier League

Aubameyang entra em conflito com Arteta, perde faixa de capitão do Arsenal e está afastado

Após deixar Aubameyang fora do último jogo por razões disciplinares, Arteta tira faixa de capitão do jogador e os dois estão em conflito no Arsenal

Maior salário do elenco, problemas disciplinares, jogador afastado. O Arsenal olha para essa situação e sente alguma similaridade com o passado. Mesut Özil foi um jogador controverso nos últimos anos e ficou na geladeira algum tempo antes de deixar o clube rumo ao Fenerbahçe. Agora o foco se vira contra Pierre-Emerick Aubameyang. O jogador já tinha sido afastado por razões disciplinares tornadas públicas pelo técnico Mikel Arteta e agora perde a faixa de capitão e está afastado, ao menos temporariamente.

VEJA TAMBÉM: Gabriel Day: Arsenal atropela o Southampton com grande atuação de dupla brasileira

As coisas começaram na última semana. Aubameyang recebeu autorização para ir à França visitar a mãe. Ele foi naquarta, com a condição de voltar no mesmo dia, à noite, pronto para o treinamento na manhã de quinta. Ele só voltou na quinta de manhã, ainda a tempo do treino, mas o Arsenal não gostou. O problema é que esse não foi o primeiro episódio de Aubameyang que irritou Arteta, o que o clube deixou claro em um comunicado.

Após suas últimas violações disciplinares na última semana, Pierre-Emerick Aubameyang não será mais o capitão do time e não será considerado para o jogo desta quarta-feira contra o West Ham”, informou o clube. “Esperamos que todos os jogadores, particularmente nosso capitão, que trabalhe dentro das regras e padrões que todos concordamos. Estamos completamente focados no jogo de amanhã”.

A decisão foi tomada depois de três dias de discussões com o jogador. Ele já foi deixado de lado algumas vezes, como ao ficar no banco de reservas no clássico contra o Tottenham, em março deste ano, depois de chegar atrasado. Antes disso, em fevereiro, ele quebrou as restrições da Covid-19 para fazer uma tatuagem, o que já tinha deixado o clube furioso.

No jogo contra o Southampton, o capitão do time foi Alexandre Lacazette, mas o atacante francês tem um futuro indefinido no clube. Há muitas especulações sobre o seu futuro, já que ele não é titular com a frequência que gostaria. Granit Xhaka é um dos líderes do grupo, mas não deve receber de volta a braçadeira. A forma como ele agiu e foi contra a torcida na época torna improvável que o clube o tenha como capitão mais uma vez.

Com isso, há nomes como Kieram Tierney e Martin Odegaard, este último que fará 23 anos na próxima sexta-feira e é capitão da seleção norueguesa, podem ser considerados como candidatos. Até porque o elenco é muito jovem.

Em setembro de 2020, Aubameyang teve o seu contrato renovado como o maior salário do elenco. Nesta temporada, porém, o seu desempenho tem sido questionado. Os gols dão uma ideia disso: são quatro gols por enquanto e ainda ficará fora no próximo mês ele ficará fora por um bom tempo por causa da Copa Africana de Nações. Com mais esse conflito entre o técnico – e o clube, em última instância – e o atacante, o seu futuro começa a ficar em dúvida no Emirates.

VEJA TAMBÉM: Em agosto, Gabriel Magalhães lutou contra criminosos que tentaram assaltá-lo em sua casa em Londres

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo