Premier League

Arteta indica o que faltou ao Arsenal na derrota ‘decepcionante’ diante do West Ham dentro do Emirates

Triunfo do West Ham sob o Arsenal ficou marcado também pelo gol polêmico do tcheco Souček

A noite da última quinta-feira (28) trouxe pesadelos para a torcida do Arsenal e Mikel Arteta. Em pleno Emirates, os Gunners foram derrotados por um West Ham valente, competitivo e cirúrgico. Tomáš Souček e Mavropanos marcaram e os Hammers venceram por 2 a 0. Após a partida, o técnico espanhol concedeu entrevista coletiva e não escondeu a frustração com o resultado. Na opinião de Arteta, não faltou vontade e volume de jogo, mas sim contundência nas finalizações.

– Parabenizar o West Ham e elogiar os meus jogadores, é o que posso dizer. Isso é futebol. Você olha o que fizemos no jogo, o quanto geramos no jogo e ver o resultado é muito decepcionante, mas eles foram melhores que nós nas duas áreas. Fizeram dois chutes, de pênalti, três, nós fizemos trinta. Não sei quantos toques na área, quantas situações, quantos gols abertos para marcar e não fizemos. No futebol você tem que fazer isso melhor se quiser vencer, e hoje não vencemos por causa disso e, de resto, o time continuou tentando e voltou a ter uma atitude incrível.

Arteta continuou batendo na tecla do chamado “último passe”. O comandante afirmou que o Arsenal merecia vencer o jogo, mas pontuou que futebol é imprevisível e, mesmo chutando 30 vezes no gol, um time pode sair de campo derrotado.

– É, mas isso é futebol. Quando o time gera tanto normalmente você vai ganhar jogos e é assim que temos feito, porque contra o Brighton também geramos muito, contra o Liverpool também. Mas marcamos gols de maneiras diferentes e temos que dar mais um passo nessa área para vencer o jogo com mais conforto com certeza, porque hoje o time merece vencer o jogo, não há dúvida disso.

Gol polêmico de Souček

Além da atuação do Arsenal, Arteta também foi questionado sobre o primeiro gol do West Ham. Na jogada, não há uma imagem conclusiva de que a bola tenha saído pela linha de fundo. Dito isso, valeu o esforço de Jarrod Bowen, que tocou para o meio da área e achou Tomáš Souček. Livre de marcação, o volante tcheco abriu o placar e deu início a vitória dos Hammers. Dessa vez, Arteta não quis entrar em polêmica e ‘aceitou' a decisão do VAR.

– Eu não vi, a única coisa que eles estão dizendo é que não são conclusivas as imagens que eles têm, é uma pena que com a tecnologia que temos não seja tão claro que possamos dizer sim, que foi fora ou dentro. Está feito, acabou, não podemos fazer nada sobre isso agora -, disse antes de concluir:

– Não sei, mas a tecnologia que temos neste momento não é boa o suficiente para nos dar essa resposta. Então o que temos que fazer é sem isso, vencer o jogo com a quantidade de situações que geramos deveria ter sido mais que suficiente.

A lamentação de Arteta pode ser justificada pelo impacto que a derrota causou na tabela de classificação da Premier League. Com o revés, o Arsenal estacionou nos 40 pontos e viu o Liverpool, que venceu o Burnley na rodada, ‘roubar' a liderança. Segundo colocado, os Gunners voltam a campo neste domingo (31), quando visitam o Fulham, no Craven Cottage.

Próximos jogos do Arsenal

  • Fulham x Arsenal – Premier League – 31/12
  • Arsenal x Liverpool – Copa da Inglaterra – 07/01
  • Arsenal x Crystal Palace – Premier League – 20/01
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo